JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 02 de julho de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Continua depois da publicidade



Quatro são presos após polícia fechar abatedouro clandestino que vendia carne de cavalo em Minas

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

18/05/2022 - 07:06:17. Última atualização: 18/05/2022 - 07:25:19.

 

Dois cavaos estavam sendo abatidos antes da chegada dos policiais (Foto/Divulgação Polícia Civil)

Quatro pessoas foram presas em Ubá, na Zona da Mata mineira, após a Polícia Civil flagrar um abatedouro clandestino que estaria vendendo carne de cavalo. Os homens — de 28, 29, 42 e 44 anos — foram presos na segunda-feira (16) por falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produtos alimentícios. O caso segue em investigação.

Após os levantamentos iniciais, os agentes montaram operação com o apoio da Polícia Militar e constataram que o imóvel era usado para o abate ilegal de cavalos. Durante a ação policial foram localizados dois animais cujo abate já havia sido iniciado.

Segundo o delegado Yury Bueno Campos, um dos suspeitos confessou o crime ao ser preso e revelou que a carne dos animais seria vendida para um açougue da região. As investigações apontam, ainda, que até mesmo carne de cavalos com doenças eram comercializadas pelos suspeitos. 

De acordo com o delegado regional de Ubá, Diêgo Candian, os cavalos estavam em situação de vulnerabilidade e não havia o devido cumprimento de normas sanitárias vigentes. Após a prisão em flagrante, os quatro homens foram encaminhados ao sistema prisional. Eles podem ter penas de 4 a 8 anos. As investigações continuam a fim de verificar a atuação de mais pessoas no esquema criminoso. 

*Com informações do jornal O Tempo

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar