JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 02 de julho de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Continua depois da publicidade



Pedreiro acaba baleado após agredir a mulher e atacar policiais com facão

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

22/06/2022 - 00:00:00. - Por Carlos Paiva

Pedreiro de 31 anos foi baleado na perna após reagir, com um facão, a abordagem policial durante atendimento de ocorrência, onde, uma dona de casa, de 31, foi agredida, na rua Paulo Manso de Oliveira, Residencial Rio de Janeiro, à 0h30 de ontem. Ele foi socorrido por uma unidade do resgate do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) e levado para pronto socorro do Hospital de Clínicas da UFTM, onde se encontra sob escolta policial. A dona de casa foi levada para UPA do Mirante e apresentava lesões pelo corpo. O pedreiro tem 29 passagens pelo Sistema de Registro da Polícia Militar.

Segundo foi apurado pelo Jornal da Manhã, uma guarnição da 40ª Companhia do 4ºBPM foi empenhada, pelo Centro de Operações da Polícia Militar (Copom/190) para atendimento de ocorrência de violência doméstica.

No local da solicitação, os militares se depararam com a dona de casa muito nervosa e chorando bastante, relatando que havia sido agredida por seu companheiro, que é pedreiro. Ela também disse que estavam em casa e começaram a discutir e em seguida evoluiu para agressão física, momento em que ela foi para rua.

Ainda segundo a vítima, o pedreiro teria saído atrás dela desferindo socos e chutes e em decorrência dessas agressões, teria caído ao solo causando escoriações no braço e mão direita. Ela também informou aos militares que o pedreiro estava na casa do casal.

Acompanhados pela dona de casa, os militares foram até a residência e de imediato visualizaram o autor junto ao portão. Ele percebeu a presença dos militares e entrou na casa. O pedreiro foi chamado para fora até que pudesse dar sua versão do ocorrido.

De dentro da casa o autor gritava e ameaçava os militares com os seguintes dizeres: “Eu vou matar vocês; vocês vão ver só”.

Após permanecer algum tempo no interior do imóvel, o pedreiro surgiu com um facão em mãos e desferindo golpes passou a caminhar em direção a um dos policiais militares. Foi dada a ordem para que soltasse o facão e um dos policiais o alertou quanto ao uso da arma de fogo com munição de elastômero.

Ainda de acordo com as informações, mesmo diante da advertência policial, o autor caminhou em direção a um dos policiais militares com a nítida intenção de atingir o militar que tentou efetuar dois disparos com a espingarda CBC calibre 12, municiada com cartuchos de elastômero (borracha), porém as munições não deflagraram.

Percebendo que o armamento falhou e o autor continuou avançando em direção a ele, sendo novamente dado ordem para parar e soltar o facão, porém o acusado continuou a investir contra o militar.

Ainda empunhando um facão, o pedreiro seguia na direção do policial, momento em que o militar, em defesa própria e de terceiros, abandonou a espingarda calibre 12 e sacou a pistola calibre ponto 40 da Polícia Militar de Minas Gerais e efetuou um disparo contra o autor na região dos membros inferiores, sendo que o projétil atingiu a perna direita.

Com o impacto do projétil da arma de fogo, o pedreiro se desequilibrou e caiu, sendo desarmado em seguida. Com a queda sofreu uma pequena lesão na cabeça.

Os policiais militares providenciaram socorro, tanto para vítima como para o autor.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar