JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 30 de novembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Homem suspeito de decepar patas de cachorro mantinha outros dez animais em situação de maus-tratos

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

13/07/2020 - 00:00:00.

Fotos/Reprodução

O caso do pitbull que teve as patas decepadas teve mais um desdobramento. Após ataque, a Polícia Militar conseguiu resgatar outros dez cães na casa do suspeito em Confins (MG). Ação ocorreu neste sábado (11) e os animais estavam no sol, morrendo de calor e sede. O suspeito nega as acusações e quanto ao caso do cão mutilado, ele afirma ter se arrependido.

“Eu fui até o local e verifiquei que tinha outros animais lá, então organizei uma ação para que nós pudéssemos garantir o bem-estar de todos os animais. Quando nós chegamos hoje eu pedi o apoio da Polícia Militar, nós nos deparamos com vários animais em situação de maus-tratos. Nós garantimos o resgate de todos os animais”, explicou o deputado estadual Noraldino Júnior (PSC), que havia solicitado a ação.

“O agressor será autuado pela Secretaria de Meio Ambiente em relação a esses animais também a multa é R$ 900 por animal. O que veio a óbito por maus-tratos de calor, de falta de água a multa é R$ 3.000 então nós estamos garantindo aqui que situações como essa não possam ficar impunes. Nós temos que dar aí a garantia para esses seres vivos que sentem dor, fome, sede, frio, a garantia do bem-estar”, explicou o debutado.

Noraldino também cobra que as leis do Brasil sejam mais severas em relação a punição de pessoas que praticam maus-tratos contra animais.

O auxiliar de serviços gerais suspeito de agredir o PitBull Sansão negou as acusações e disse que está sofrendo ameaças. “Eu gosto muito de animal e sempre cuidei bem deles, pode ver que não tem nenhum machucado nos animais, é sempre gordinho. Eu não estou em casa, estou escondido, não posso ficar em casa que eu estou sendo ameaçado.”

O cachorro Sansão, de dois anos, teve as patas decepadas na última segunda-feira (6). Segundo o tutor do animal, ele é dócil e não tinha histórico de violência. O caso comoveu a sociedade e Sansão ganhou uma cadeira de rodas. O cão reagiu bem ao tratamento e está se recuperando.

 

*Com informações Rádio Itatiaia
 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia