JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 06 de abril de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Polícia Civil investiga aparelhos extraviados do Hospital São José

Entre os aparelhos sumidos no São José estão ventiladores mecânicos, essenciais a pacientes em estado grave

26/03/2020 - 08:57:42. - Por Carlos Paiva/Redação

Foto/André Santos/PMU

Equipes de limpeza do Centro Administrativo foram mobilizadas para realizar a higienização da unidade hospitalar

A Polícia Civil vai investigar o extravio de aparelhos do Hospital São José. O fato ocorreu na rua Santo Antônio, na região central de Uberaba, às 14h d eontem (25).

Segundo o registro da ocorrência, advogado de 39 anos compareceu a uma unidade da Polícia Militar e relatou que o Hospital São José está em processo judicial e atualmente fechado. E que, devido à urgência do período da quarentena da pandemia do novo coronavírus, as instalações e aparelhos do hospital foram solicitados pela Secretaria Municipal de Saúde.

O advogado ainda descreve que, quando a equipe da secretaria e os ex-sócios do hospital chegaram ao local, notaram a falta de cinco ventiladores mecânicos, sendo um da marca Takaoka e outros quatro de marca Intercinco. Também foi percebida a falta de sete monitores cardíacos Dixtal 2023 e um arco cirúrgico.

Segundo o documento, os aparelhos estavam na posse de um homem identificado o apenas como “senhor Alcimar”. A ocorrência policial foi registrada pela Polícia Militar e encaminhada à Polícia Civil, que vai investigar o caso.

Nesta manhã, em entrevista à Rádio JM 95,5 FM, o secretário municipal de Saúde, Iraci Neto, informou que a administração não tem acesso ao que constava no hospital antes e que realiza o inventário dos bens existentes, como equipamentos de saúde, maquinários e produtos que pertenciam ao antigo hospital São José.

Equipes de limpeza da Prefeitura começaram ontem (25) os trabalhos de higienização total do imóvel do antigo Hospital São José. O prédio está fechado há mais de um ano e agora está sendo preparado para funcionar como retaguarda no atendimento a pacientes com coronavírus.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia