JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 18 de janeiro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

77 feminicídios foram registrados em MG apenas no primeiro semestre de 2019

Além dos casos consumados, outras 117 ocorrências de tentativas foram registradas

09/12/2019 - 00:00:00.

Casos de feminicídios e outras mortes violentas de vítimas do sexo feminino não param de crescer. Dados da Polícia Civil mostram que Minas Gerais já registrou 77 feminicídios, uma média de 11 por mês, entre janeiro e julho de 2019. As tentativas de feminicídios são ainda maiores. Nos sete primeiros meses deste ano foram 117 ocorrências – média de uma a cada dois dias.

Em Uberaba, dois casos chocaram a população. Em agosto, Elen Daiana dos Santos foi encontrada morta nua, com as mãos amarradas, um fio enrolado no pescoço e sinais de violência pelo corpo. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) concluiu o inquérito que investiga a morte dela. O suspeito do assassinato é o ex-namorado da vítima, de 32 anos. 

Outro caso ocorreu em outubro e uma idosa de 72 anos, identificada como Ivonisse Ferreira da Cunha, foi morta com golpes de faca pelo marido, de 61 anos, no bairro Beija-Flor. Após matar a mulher, o homem telefonou para a Central de Operações da PM e confessou o crime. Na ligação, ele disse que havia matado a companheira e que, na sequência, teria ingerido veneno para controle de pragas. 

Procure ajuda

A Polícia Civil orienta que as mulheres devem denunciar todas as violências sofridas. Na delegacia, medidas protetivas de urgência são oferecidas à vítima.

Em Minas, existem 70 unidades especializadas. Nas demais cidades, o registro da ocorrência pode ser feito em qualquer departamento policial. Em Uberaba o Centro Integrado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência – CIM, fica na rua Luiz Próspero, 242, bairro Parque das Américas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3312-9161. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia