JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 08 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Casal é preso por suspeita de abandonar criança

Os militares chegaram até o casal após receberem uma denúncia, de que a criança é portadora de necessidades especiais ficava trancada sozinha em casa

18/11/2019 - 00:00:00. - Por Tulio Micheli Última atualização: 18/11/2019 - 17:55:32.

Foto/ilustrativa

Na noite de sábado, por volta de 21h, policiais se deslocaram até residência onde denúncias davam conta de que, no local, havia uma criança cadeirante em estado de abandono. No endereço os militares perceberam que portas e janelas do imóvel estavam fechadas, e após insistentes chamados, foi possível ouvir um pequeno gemido que vinha do interior da casa.

Testemunhas relataram que lá dentro havia uma criança que não falava, mas que constantemente era deixada sozinha pelos pais.

Os militares então decidiram entrar no imóvel com conhecimento de testemunhas.

A porta da sala estava somente encostada com um sofá e, quando os policiais foram verificar os outros cômodos da casa, depararam com um dos quartos trancado com corrente e cadeado. Foi necessário o arrombamento do cômodo e, lá dentro, os militares encontraram a criança, de 11 anos de idade, com aparente deficiência mental, em total estado de abandono.

O menino estava sentado em um pedaço de colchonete, sem condições de se alimentar ou realizar suas necessidades fisiológicas. Consta ainda no boletim de ocorrência que o quarto apresentava forte odor, que chegava a inviabilizar a permanência de pessoas no cômodo.

Durante a ocorrência foi verificado que a criança é portadora de hidrocefalia, atrofia encefálica que resulta em deficiência mental e convulsões.

Testemunhas ainda contaram que, rotineiramente, o casal se envolve em brigas, inclusive agressões mútuas, sendo que a mãe já abandonou a família por dias, após ser agredida pelo companheiro.

Após a verificação dos fatos e confirmação do abandono, o Conselho Tutelar foi acionado e encaminhou a criança para a custódia do pai biológico.

Durante a ocorrência, a mãe da criança abandonada chegou no imóvel acompanhada de outros dois menores, de 5 e 2 anos, onde imediatamente foi dada voz de prisão à mulher, por abandono de incapaz. As outras duas crianças foram direcionadas para um abrigo provisório.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, não foi visto nenhum gesto de carinho entre a mãe e a criança abandonada, sendo que a todo tempo a acusada chamava a criança de apenas "esse menino". O registro ainda afirma que, por várias vezes, a acusada mentiu para os militares.

Quando os policiais iniciavam deslocamento para a delegacia de plantão, o companheiro da acusada chegou no local. Ele também estava acompanhando de outra criança menor, de 6 anos. Imediatamente o homem também recebeu voz de prisão, sendo os dois acusados encaminhados para a delegacia de plantão, ficando à disposição da autoridade policial.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia