JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 12 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Homem que esfaqueou ex vai a júri por tentativa de feminicídio

O crime ocorreu no dia 27 de junho de 2018, por volta de 20h50, no bairro Parque dos Girassóis II

12/11/2019 - 00:00:00. - Por Thassiana Macedo Última atualização: 12/11/2019 - 07:08:47.

Hoje, às 9h, o Tribunal do Júri irá julgar o caso de Leonardo Alves das Chagas pela tentativa de homicídio duplamente qualificada de Rosilda Elias da Silva, mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima e por razões da condição de sexo feminino. Ou seja, o réu responde por tentativa de feminicídio. Conforme o Código Penal, cada qualificadora pode endurecer de 12 a 30 anos a pena de prisão. A defesa será feita pelo advogado Odilon dos Santos e a acusação, pelo promotor Gilson Walmir Falcucci. 

O crime ocorreu no dia 27 de junho de 2018, por volta de 20h50, no bairro Parque dos Girassóis II. O julgamento popular será presidido pelo juiz auxiliar da 2ª Vara Criminal, Marcelo Geraldo Lemos. Conforme a denúncia do Ministério Público, o réu e a vítima mantinham um relacionamento amoroso, mas dois meses antes do crime a vítima conversou com Leonardo Alves das Chagas e manifestou o interesse em pôr fim à relação. Mesmo após a conversa, os dois continuaram residindo na mesma casa.

No dia do crime, os dois fizeram uso de bebida alcoólica durante o jogo do Brasil e, quando voltaram para casa, o acusado lhe questionou se realmente ela não queria mais ficar com ele. Ao responder, a vítima reforçou que o assunto já havia sido conversado dois meses atrás, informando não ter havido qualquer mudança em suas intenções. 

Neste momento, a mulher foi surpreendida pelos golpes de faca desferidos pelo ex-companheiro, enquanto ouvia dele que “se ela não fosse dele, não seria de mais ninguém”. Mesmo depois de ser atingida por oito facadas, a vítima entrou em luta corporal com o réu para se defender, conseguindo inclusive segurar a faca. Enquanto tentava se salvar, a vítima gritou por socorro e foi salva pelo filho de Leonardo Alves, que estava na casa, tomando banho. Ao ouvir a briga, o jovem saiu do banheiro, puxou o pai pela camisa e ele fugiu. A mulher recebeu atendimento de emergência e sobreviveu.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia