JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 21 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Oito são presos e mais de R$50 mil apreendidos na Operação "Cross Docking"

Operação conjunta do Gaeco, PM e PC desmonta quadrilha de desvio de cargas

18/07/2019 - 10:56:52. - Por Tulio Micheli Última atualização: 18/07/2019 - 11:17:17.

Fotos/Jairo Chagas

Trabalho conjunto do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado - Gaeco Regional Uberaba, da 5ª Promotoria de Justiça Criminal, Polícia Militar e Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (18) a Operação “Cross Docking”, obtendo sucesso na prisão de membros de quadrilha especializada em desvio se cargas e lavagem de dinheiro, em Uberaba.

A ação segue em segredo de justiça, porém a reportagem apurou que foram cumpridos oito mandados de prisão preventiva, sendo que um dos investigados já se encontrava recolhido na Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira.

Um dos investigados, tido como o chefe da quadrilha, foi capturado em Goiânia, após apoio do Batalhão de Operações Especiais - Bope e policiais militares do estado de Goiás.

Foram ainda cumpridos 14 mandados de busca e apreensão nas cidades de Uberaba, Conceição das Alagoas e Ribeirão Preto/SP.

Investigações

De acordo com informações repassadas pelo delegado Gustavo Anai, as investigações tiveram início no mês de dezembro de 2018 e se desenvolveram por sete meses. Durante as averiguações, os investigadores identificaram inúmeros registros de ocorrências policiais de cargas desviadas, quando os motoristas dos caminhões eram ludibriados a fazer a descarga das mercadorias em Uberaba.

Já o promotor José Cícero Barbosa, coordenador do Gaeco em Uberaba, afirmou que o modus operandi da quadrilha era bastante organizado, uma vez que vários motoristas relataram terem sido abordados em cidades diversas, sendo informados que a carga havia sido levada por desconhecidos. Os caminhões geralmente permaneciam intactos e os motoristas abandonados nas rodovias de acesso a Uberaba.

Em março deste ano, as investigações ficaram ainda mais intensas após a Polícia Civil prender em flagrante dois integrantes de organização criminosa que tentavam desviar carga de ferragem, avaliada em R$150.000,00 (cento e cinquenta mil reais).

Movimentação financeira

Em um levantamento preliminar foi possível apurar, em seis meses de investigação, que a quadrilha de foi responsável pelo desvio de diversas cargas, causando um prejuízo aproximado de um milhão de reais para clientes, seguradoras, motoristas e transportadoras.

Outra informação pontual é a de que entre janeiro de 2018 a março de 2019, os integrantes dessa organização criminosa fizeram uma movimentação financeira superior a dois milhões de reais, além de possuir vários imóveis e veículos de luxo, como meios de ocultar a origem dos recursos.

Participaram da Operação “Cross Docking” dois promotores de Justiça, sete delegados, 24 policiais civis, um agente de segurança penitenciária, agentes do Gaeco e 35 policiais Militares.

A operação levou este nome uma vez que Cross Docking é o nome dado a um tipo de sistema de distribuição onde alguém compra determinado produto e o mesmo é enviado a um centro de distribuição ou armazém que, por meio de um sistema organizado de redistribuição, o envia para o cliente. 

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia