JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 15 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Criança homenageia bombeiros que a salvaram de afogamento

Os três militares participaram de evento na creche Dona Marta Carneiro, por ocasião do aniversário de cinco anos da menina

25/05/2019 - 00:00:00. - Por Tulio Micheli Última atualização: 25/05/2019 - 17:42:44.

Foto/Jairo Chagas


Bombeiros receberam a homenagem da criança em forma de agradecimento, pelo fato de terem salvado sua vida após afogamento

Parafraseando a banda Legião Urbana, “quando tudo está perdido, sempre existe um caminho, sempre existe uma luz”. E desta vez a luz pode ser chamada de bombeiros.

O dia era 22 de dezembro de 2018, uma avó carregava a neta nos braços e, em absoluto desespero, gritava por socorro. A criança Luna, de apenas quatro anos, havia se afogado em uma piscina de imóvel no bairro Jardim Maracanã e se encontrava sem respirar.

Inconsciente, a menina foi socorrida inicialmente por um casal de brigadistas que passava pelo local. Junto a isso, os bombeiros Gil, Bruna e Lemos aceleravam a viatura rumo ao imóvel para prestar o imediato atendimento à criança.

Luna tinha ficado submersa por aproximadamente dois minutos e apresentava parada cardiorrespiratória. Depois de minutos preciosos, os bombeiros conseguiram reverter o quadro e encaminharam a menina ao Hospital de Clínicas da UFTM, sendo que semanas depois voltou para casa.

Este poderia ser apenas mais um resgate bem-sucedido pelos bombeiros heróis de Uberaba, mas o fato rendeu mais um emocionante capítulo, na tarde de ontem, na creche Dona Marta Carneiro, no Gameleiras, em Uberaba.

Os bombeiros Gil, Bruna e Lemos reencontraram Luna nas comemorações do seu aniversário de cinco aninhos. Ela prestou homenagem aos militares que ajudaram a salvar sua vida e, emocionada, a mãe agradeceu o empenho da corporação. “Se não fossem esses homens e essa mulher, com certeza eu teria perdido minha filha. Não tem dinheiro no mundo que pague o que eles fizeram por mim e pela Luna”, disse Camila, mãe da criança.

A reportagem também conversou com a bombeira militar Bruna, que falou sobre a emoção no dia do fato. “Nessas horas, eu, que sou mãe, tenho que ser forte. A gente segura a lágrima e encara a situação com a responsabilidade que merece. É a melhor coisa do mundo ver essa menina hoje correndo e brincando com os coleguinhas”, disse a militar.

Lemos, outro bombeiro que estava na ocorrência, também ficou emocionado. “São histórias como essa que fazem a nossa profissão valer a pena”. 

Já o cabo Gil ratificou a missão dos militares em ocorrências dessa natureza. “Muitos dizem que Deus é bombeiro, e eu não tenho dúvida nenhuma disso. Essa nossa profissão nos obriga a ver coisas muito ruins, tristes e que trazem sofrimentos, mas receber essa homenagem hoje da Luna nos faz acreditar que estamos na profissão correta”, finalizou o bombeiro, emocionado.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia