JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 04 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Após erros, Atlético-MG pedirá à CBF que não escale árbitros do Rio em seus jogos

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

19/10/2021 - 08:18:27. - Por Agência Estado Última atualização: 19/10/2021 - 08:19:08.

Foto/Arquivo

"Apelamos para o bom senso, solicitando à CBF que não escale nenhum árbitro do RJ (nem mesmo auxiliar do VAR) em jogos do Atlético, tampouco representantes de Minas Gerais em jogos do Flamengo"

O Atlético-MG ainda não se conformou com o pênalti não marcado a seu favor nos jogos diante de Santos e Atlético-GO e vai protocolar uma reclamação na Ouvidoria da CBF, nesta segunda-feira, na qual exigirá "critérios" na marcação dos tiros livres. Ainda pedirá para que a entidade use o bom senso e não escale mais árbitros de campo ou mesmo no VAR que sejam do Rio em seus jogos. Vai sugerir também que mineiros não sejam escolhidos para as partidas do Flamengo para evitar polêmicas na reta final do Brasileirão.

Atlético-MG e Flamengo são os principais candidatos ao título nacional - ainda brigam pela Copa do Brasil - e o clube mineiro quer evitar possíveis interferências em resultados por erros dos homens do apito. São quatro itens no protocolo feito pelos advogados do Atlético-MG, bastante irritados por causa de diferentes atitudes dos árbitros nas últimas rodadas.

A principal exigência dos mineiros é na seguida escolha de cariocas em seus jogos. "Apelamos para o bom senso, solicitando à CBF que não escale nenhum árbitro do RJ (nem mesmo auxiliar do VAR) em jogos do Atlético, tampouco representantes de Minas Gerais em jogos do Flamengo", apelará em seu pedido.

Os mineiros explicam que "dos últimos 16 jogos do Galo, 12 tiveram representantes da federação carioca nas funções de VAR, AVAR ou Observador do VAR." Apesar de na maioria a arbitragem ter sido limpa, os dirigentes do líder querem evitar prejuízos nas rodadas finais.

Os dois pênaltis ignorados contra Santos e Atlético-GO trouxeram indignação em Belo Horizonte. O Atlético vai "cobrar para que sejam adotados os mesmos critérios da arbitragem em relação a lances praticamente idênticos. Na 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, por exemplo, lances equivalentes de bola no braço, dentro da área, tiveram decisões completamente díspares (Chapecoense x Fortaleza; Palmeiras x Internacional e Atlético-GO x Atlético)", afirmou o clube, reconhecendo que cearenses e paulistas tiveram a penalidade anotada, enquanto o lance idêntico em Goiânia foi ignorado por Raphael Claus.

O árbitro paulista entrou no radar do clube, assim como os operadores do VAR. Outro pedido é que "o Galo tenha acesso aos áudios do VAR, relativamente aos lances de pênaltis não marcados nas partidas Atlético-GO x Atlético; e Atlético x Santos", cobram. E vão além.

"Protestamos contra o árbitro Raphael Claus pela absoluta falta de critério, padrão e transparência nas decisões que tem tomado, em lances equivalentes. Tal conduta tem provocado estranhamento em relação ao referido árbitro que não marcou pênalti a favor do Galo no jogo Atlético-GO x Atlético e o fez, em lances idênticos, nos jogos Atlético x Fluminense, pela Copa do Brasil; e Santos x São Paulo, pelo Brasileirão."


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia