JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Atlético-MG é multado em R$ 71 mil pela Conmebol por incidentes contra Palmeiras

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

13/10/2021 - 08:54:38. - Por Agência Estado Última atualização: 13/10/2021 - 08:55:02.

A Conmebol anunciou nesta terça-feira que multou o Atlético-MG em US$ 13 mil (R$ 71 mil na cotação atual) pelo arremesso de objetos e o lançamento de bombas na partida da rodada de volta das semifinais da Copa Libertadores, no dia 28 de setembro, contra o Palmeiras, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. O duelo terminou empatado por 1 a 1 e o resultado classificou os paulistas à final da competição.

Foto/Arquivo 

Durante o confronto contra o Palmeiras, a Conmebol flagrou a torcida do time mineiro arremessando objetos e ascendendo chamas, fogos de artifício ou qualquer outro objeto pirotécnico

A Conmebol anunciou nesta terça-feira que multou o Atlético-MG em US$ 13 mil (R$ 71 mil na cotação atual) pelo arremesso de objetos e o lançamento de bombas na partida da rodada de volta das semifinais da Copa Libertadores, no dia 28 de setembro, contra o Palmeiras, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. O duelo terminou empatado por 1 a 1 e o resultado classificou os paulistas à final da competição.

De acordo com a entidade sul-americana, O Atlético-MG violou os artigos 9.1 e 10.2 do Código de Disciplina e, com isso, foi obrigado a pagar uma multa de US$ 5 mil dólares (cerca de R$ 27 mil) e outra de US$ 8 mil (aproximadamente R$ 44 mil), resultando em R$ 71 mil. Esse valor será automaticamente debitado do montante a ser recebido pelo clube por conta dos direitos de transmissão da televisão ou de patrocínio.

Durante o confronto contra o Palmeiras, a Conmebol flagrou a torcida do time mineiro arremessando objetos e ascendendo chamas, fogos de artifício ou qualquer outro objeto pirotécnico

Segundo as regras da entidade, "os clubes são responsáveis pelo comportamento de seus jogadores, oficiais, membros, público presente, torcedores, bem como de qualquer outra pessoa que exerça ou possa exercer em seu nome qualquer função por ocasião dos preparativos, organização ou da celebração de uma partida de futebol".

Na nota oficial divulgada nesta segunda-feira, a Conmebol ainda afirmou que o Atlético-MG não pode recorrer desta decisão.


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia