JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Dupla Alison e Álvaro Filho chega às quartas; veja como foi o dia de ontem na Olimpíada

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

03/08/2021 - 08:02:16. Última atualização: 03/08/2021 - 08:02:35.

Foto/Internet

Alison e Álvaro vencem com propriedade e vão às quartas de final no vôlei de praia. A dupla brasileira derrotou os mexicanos Caxiola e Rubio por 2 sets a 0, parciais de 21-14 e 21-13, na manhã de ontem

ANA PATRÍCIA E REBECCA SÃO ELIMINADAS NO VÔLEI DE PRAIA EM TÓQUIO

A primeira participação de Ana Patrícia e Rebecca em uma Olimpíada terminou na noite desta segunda-feira, pelo horário de Brasília (manhã de terça no Japão). Em duelo pelas quartas de final dos Jogos de Tóquio, a dupla brasileira do vôlei de praia fez um jogo de altos e baixos, com erros cruciais no tie-break, e perdeu das suíças Vergé-Depré e Heidrich por 2 sets a 1, com parciais de 21/19, 18/21 e 15/12, o que custou a eliminação da disputa.

A SEIS DIAS DO FIM DOS JOGOS, JAPÃO BATE SEU RECORDE DE MEDALHAS DE OURO

Ainda restam seis dias de competição em Tóquio, mas o Japão já igualou o número de medalhas conquistadas na Rio-2016. Esta é uma tendência que ocorre nos países-sede por causa do maior investimento e participação de atletas. Espanha, Grécia, Grã-Bretanha e Brasil foram outras nações que também usufruíram da estrutura mais organizada para melhorarem seus desempenhos na competição.

Na Rio-2016, o país asiático ficou com dez de ouro, cinco de prata e 18 de bronze: 33 no total. Ao final desta segunda-feira, os mesmos 33 pódios já foram conquistados, com 17 de ouro, seis de prata e dez de bronze.

CARISMÁTICA E AINDA MAIS NOVA QUE RAYSSA, SKATISTA SKY BROWN ESTREIA NO PARK

Se o Brasil tem o talento de Rayssa Leal no street do skate, a Grã-Bretanha aposta no carisma de Sky Brown, especialista no park. Aos 13 anos, ela é a grande atração da modalidade que estreia nos Jogos de Tóquio nesta terça-feira, às 21h (horário de Brasília), com eliminatórias e as finais na sequência.

Sky nasceu em 7 de julho de 2008. É mais nova inclusive que Rayssa, que é de 4 de janeiro do mesmo ano - a brasileira foi medalha de prata em sua disputa. Mas cada uma compete em uma modalidade diferente e ambas chamam a atenção pela facilidade que têm em cima do skate.

APÓS DESABAFO, VITÓRIA ROSA, DOS 200M, AGRADECE APOIO; CBAT REBATE VELOCISTA

Fora da disputa por medalha nos 200 metros, a velocista brasileira Vitória Rosa fez um desabafo nesta segunda-feira sobre as dificuldades para chegar até Tóquio. A atleta está sem patrocínio e teve salário do clube reduzido durante a pandemia do novo coronavírus. A emoção dela contagiou fãs, que fizeram uma corrente de carinho nas redes sociais.

"Muito obrigada pelas mensagens. Por tudo mesmo. Só Deus sabe o quanto as coisas são difíceis, o quanto lutei dentro e fora da pista, porque isso (a Olimpíada) é algo que estava almejando faz tempo, para as coisas acontecerem... Estou feliz de estar aqui, pela oportunidade. Mas eu me cobro muito. Fica de experiência para a próxima. Quero sempre mais", disse Vitória Rosa, em uma postagem no Instagram, passado o sufoco.

BRASIL INICIA DISPUTA DA PROVA DE SALTOS NO HIPISMO COM RECORDISTA RODRIGO PESSO

Medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas-2004, na Grécia, o cavaleiro Rodrigo Pessoa faz, em Tóquio-2020, a sua sétima participação no evento esportivo. Quando entrar na pista do Equestrian Park para a classificatória da prova individual, nesta terça-feira, o brasileiro de 48 anos se tornará o recordista em participações olímpicas pelo Time Brasil ao lado do velejador Robert Scheidt e da jogadora de futebol Formiga.

 

EUA PERDEM PELA 1ª VEZ NA SEMIFINAL NO FUTEBOL FEMININO; SUÉCIA E CANADÁ NA FINAL

Com o Brasil ficando pelo caminho na última semana, o futebol feminino na Olimpíada de Tóquio-2020 vai tendo seu desfecho traçado para a definição do pódio, já que nesta segunda-feira as semifinais foram disputadas. E teve surpresa.

 

No primeiro jogo, a seleção dos Estados Unidos, tetracampeã olímpica e ampla favorita em qualquer competição, perdeu pela primeira vez uma partida valendo a vaga para a final de um Olimpíada.

 

Agora, as americanas brigam pela medalha de bronze contra a Austrália, que perdeu para a Suécia pelo mesmo placar.  A decisão entre Suécia e Canadá será às 23 horas (de Brasília) nesta quinta-feira. No mesmo dia, pela manhã, Estados Unidos e Austrália definem o bronze.

 

BRASIL BATE O QUÊNIA, SEGUE INVICTO E PEGA RUSSAS NAS QUARTAS DO VÔLEI FEMININO

A campanha da seleção brasileira de vôlei feminino na fase de grupos dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 foi impecável. Nesta segunda-feira, o Brasil venceu com facilidade o Quênia por 3 sets a 0 - com parciais de 25/10, 25/16 e 25/8 -, classificando-se com 100% de aproveitamento no Grupo A, com cinco vitórias em cinco jogos, na primeira colocação.

Com a confirmação da liderança da chave, as brasileiras entraram no caminho do Comitê Olímpico Russo nas quartas de final. As russas perderam da Turquia nesta segunda-feira e acabaram ficando na quarta colocação do Grupo B. O restante da chave ainda vai ser sorteada pela Federação internacional de Vôlei (FIVB, na sigla em inglês).

 

ALISON/ÁLVARO FILHO VENCE COM FACILIDADE E CHEGA ÀS QUARTAS DE FINAL EM TÓQUIO

O Brasil colocou mais uma dupla nas quartas de final do vôlei de praia dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Alison e Álvaro Filho derrotaram nesta segunda-feira os mexicanos Caxiola e Rubio por 2 sets a 0 - com parciais de 21/14 e 21/13 - e voltam à quadra nesta quarta em busca de um lugar nas semifinais Os adversários serão Plavins e Tocs, da Letônia, responsáveis pela eliminação dos brasileiros Bruno Schmidt e Evandro.

 

IZABELA DA SILVA ESTÁ FORA DA FINAL DO LANÇAMENTO DE DISCO DOS JOGOS OLÍMPICOS

Izabela da Silva ficou fora da final do lançamento de disco dos Jogos Olímpicos de Tóquio, nesta segunda-feira, ao atingir a marca de 60,39 metros. A brasileira ficou na 11ª e penúltima colocação. A disputa foi interrompida por 50 minutos por causa da forte chuva que caiu na capital japonesa.

 

CAIO SOUZA ERRA NO SALTO E TERMINA FINAL DOS JOGOS OLÍMPICOS NA ÚLTIMA POSIÇÃO

Um erro fez com que de Caio Souza caísse em sua apresentação na final do salto nesta segunda-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio e terminasse na oitava e última colocação. A queda tirou o ginasta da briga pelo pódio logo no início da prova, já que ele foi o segundo a se apresentar.

Após um bom primeiro salto, com nota 14,446, Caio acabou não conseguindo altura suficiente e ainda caiu sentado na segunda apresentação. Com a nota 12,900, a sua média final foi de apenas 13,683. Na classificatória, ele havia conseguido média 14,700 e tinha avançado para a final com a sétima colocação.

 

REBECA ANDRADE TERMINA EM 5º NA FINAL DO SOLO NOS JOGOS OLÍMPICOS DE TÓQUIO

A espetacular participação da ginasta Rebeca Andrade nos Jogos Olímpicos de Tóquio terminou nesta segunda-feira com um quinto lugar na final do solo. Ao contrário das suas outras ótimas apresentações no Japão que lhe renderam um ouro e uma prata no salto e no individual geral, respectivamente, nesta segunda-feira a brasileira não esteve tão bem e ficou de fora do pódio.

ZANETTI CAI DE CARA NO CHÃO E TERMINA FINAL DAS ARGOLAS EM TÓQUIO NO ÚLTIMO LUGARPor Raphael Ramos

O sonho de Arthur Zanetti, 31 anos, de se tornar o primeiro ginasta do mundo a conquistar uma medalha nas argolas em três edições consecutivas dos Jogos Olímpicos acabou com uma queda com o rosto no chão ao final de sua apresentação nesta segunda-feira em Tóquio.

 

Ouro em Londres-2012 e prata na Rio-2016, o ginasta foi o primeiro finalista a se apresentar e decidiu arriscar uma saída diferente e mais difícil para buscar um lugar ao pódio, mas acabou falhando. A conclusão com um triplo mortal grupado não saiu como planejado, e Zanetti caiu de cara no colchão.

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia