JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 04 de março de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Os times mais sujos da NHL: até onde irão as brigas no gelo?

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

18/01/2021 - 09:21:59.

Brigões do gelo estão com os dias contados. Pelo menos é o que mostra a tendência da pós-modernidade no hóquei. 

Apesar de os confrontos diretos e agressões tenham lugar cativo no esporte, representando grande parte do jogo profissional na América do Norte, a postura combativa tem sido amplamente questionada, deixando a NHL, que é a liga nacional do hóquei nos EUA, com uma difícil decisão a ser tomada.

Foi lá em 1922 que a primeira briga foi regulamentada de forma oficial na NHL. Desde então, hóquei só é hóquei com briga no gelo. Ao longo desses 99 anos de esporte profissional, alguns times construíram a má fama e reputação de jogo sujo. Entre eles, o Bonton Bruins e o Anaheim Ducks, frequentemente questionados por fãs devido à postura "suja" no gelo.

Levantamento feito pela casa de aposta online Betway mostra que a estratégia dos Bruins precede a fama de ser um dos mais violentos times da NHL: nenhum time esteve mais envolvido em brigas que os Bruins, que receberam 371 penalidades por brigas (fighting majors) nesse período. A equipe de Boston também lidera o ranking de penalidades por instigar brigas durante esse período e foi punida por iniciar 21 brigas nas últimas 10 temporadas da NHL.

Mas a lista de brigões da NHL não param por aí. Ottawa Senators, o Columbus Blue Jackets e o Philadelphia Flyers também frequentemente recebem punições por brigas, tendo acumulado mais de 300 cada desde 2010/11. Só para se ter uma ideia, no período o Ottawa sofreu 18 punições por instigar brigas.

E se os Bruins lideram os rankings negativos, há outros mais "paz e amor": Toronto Maple Leafs, por exemplo, só teve uma penalidade por provocar briga desde 2010/11, estatística verdadeiramente surpreendente.


Em contrapartida, Carolina Hurricanes, Detroit Red Wings, Chicago Blackhawks e Arizona Coyotes são os que menos receberam penalidades desde 2010/11 por brigas. Eles também são os times que passam menos tempo no box, junto com o Minnesota Wild.

Claro que o jogo sujo não se resume às brigas no gelo. Mas a pergunta que fica é: será que as brigas têm futuro no hóquei?

O debate existe há anos e mais parece discussão sobre o sexo dos anjos. Por um lado há os contra as brigas, afirmando que elas causam lesões desnecessárias, desperdiçam tempo e roubam a atenção do que realmente importa no esporte. Por outro lado, quem defende as brigas acredita que elas ajudam a impedir outras formas de jogo sujo.

As estatísticas não seguem opiniões e mostram queda de 70% das brigas entre 2010 e 2020. Além disso, o número de jogos com penalidades graves por briga caiu para menos de 200 pela primeira vez em 2018/19. Outra consequência é que menos jogadores estão se envolvendo em brigas.

Caso sejam realmente banidas, times como os Bruins e Ducks vão precisar de uma grande reformulação no estilo de jogo e seu sucesso estará realmente ameaçado. Resta saber o que a NHL vai achar disso.


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia