JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 28 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Flamengo mostra superação e vence Barcelona. São Paulo perde e classificação fica mais difícil

23/09/2020 - 06:56:28.



Mesmo com um time inteiro de desfalques, o Flamengo mostrou em boa parte da partida o futebol que o torcedor se acostumou a ver na vitoriosa temporada passada. Troca de passes, movimentação, ofensividade, alegria em jogar bola. Pedro foi o destaque do jogo (Foto/San Diego Tribune)

Superação é a palavra que define a vitória do Flamengo sobre o Barcelona, em Guayaquil, por 2 a 1. Mesmo com 11 desfalques, sete deles por conta de covid-19, no Equador, o atual campeão da Copa Libertadores jogou bem, se reabilitou da surra histórica por 5 a 0 para o Independiente del Valle, e deixou bem encaminhada a vaga às oitavas de final.

Destaque para a movimentação constante dos meias ofensivos Gerson, Éverton Ribeiro e Arrascaeta, do atacante Pedro e para a vibração do técnico Domènec Torrent na beira do campo. Recebeu até amarelo por reclamação.

Com o grande resultado e, acima de tudo, a boa apresentação, mesmo sem peças importantes, casos de Diego Alves, Victor Luís e Gabriel Barbosa, a paz está restabelecida no time, que agora ganha um respiro na luta pela primeira colocação do grupo e também na caça ao líder no Brasileirão. No domingo tem visita ao Palmeiras, mas o clube está pedindo adiamento à CBF por causa dos sete infectados com covid-19.

LDU 4 x 2 SÃO PAULO

O São Paulo não depende mais de si para avançar às oitavas de final da Copa Libertadores. Na noite desta terça-feira, a equipe tricolor perdeu por 4 a 2 para a LDU, em Quito, e agora tem mais dois jogos na fase de grupos e precisará torcer por "ajuda" dos rivais. Isso porque, além do resultado negativo no Equador, a vitória do River Plate sobre o Binacional, também nesta terça, complicou a situação do time do Morumbi.

O Grupo D tem a LDU na liderança, com nove pontos, o River Plate em segundo, com sete, o São Paulo em terceiro, com quatro, e o lanterna Binacional, com três. O São Paulo terá pela frente o River Plate, na Argentina, e o Binacional, no Morumbi. Se perder para o River no dia 30 de setembro, o São Paulo estará eliminado Um empate deixaria o time dependendo de um "milagre", envolvendo resultados e saldo de gols.

Hoje, é mais fácil imaginar o São Paulo brigando na última rodada da fase de grupos contra o Binacional pela terceira colocação - que dá vaga na Copa Sul-Americana - do que acreditar na classificação para as oitavas de final da Libertadores.

A situação do São Paulo na Libertadores começou a ficar complicada logo na primeira rodada, quando a equipe teve chances de golear, mas levou a virada do Binacional, por 2 a 1. O duelo foi disputado na altitude de Juliaca, 3.800 metros acima do nível do mar. A cidade não recebeu mais jogos da Libertadores por causa da pandemia do coronavírus, favorecendo River Plate e LDU, que ganharam do time peruano em Lima.

Após a virada na estreia, o São Paulo venceu a LDU por 3 a 0, ainda no primeiro semestre, e empatou por 2 a 2 com o River Plate, na retomada da Libertadores. Já nesta terça-feira, a equipe brasileira foi presa fácil para a LDU. Derrota por 4 a 2, sem ao menos esboçar qualquer reação na altitude de Quito, a 2 850 metros acima do nível do mar.

Por Fábio Hecico, especial para a AE

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia