JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 02 de abril de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

COB defende o adiamento da Olimpíada de Tóquio para 2021

Pandemia do novo coronavírus é o principal motivo citado pelo comitê

22/03/2020 - 00:00:00. - Por Agência Estado Última atualização: 22/03/2020 - 09:14:57.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) comunicou, por meio de nota divulgada na manhã de ontem, que é a favor do adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021 em razão da pandemia do novo coronavírus que assola o mundo. 

No comunicado, o COB diz que sua posição se dá em razão do agravamento da pandemia da Covid-19, que já infectou mais de 270 mil pessoas em todo o mundo, e “pela consequente dificuldade dos atletas de manterem seu melhor nível competitivo pela necessidade de paralisação dos treinos e competições em escala global”.

“Como judoca e ex-técnico da modalidade, aprendi que o sonho de todo atleta é disputar uma Olimpíada em suas melhores condições. Está claro que, neste momento, manter os Jogos para este ano impedirá que este sonho seja realizado em sua plenitude”, afirmou o presidente do COB, Paulo Wanderley.

A Olimpíada está prevista para começar em 24 de julho e terminar em 9 de agosto. O COB entende que o evento deve ser realizado no mesmo período de 2021. O posicionamento da entidade se opõe aos do Comitê Olímpico Internacional (COI) e do governo japonês.

Na nota, o COB ainda ressalta que a sugestão de adiamento da Olimpíada para 2021 “em nada altera a confiança da entidade no Comitê Olímpico Internacional de que a melhor solução será tomada”. 

“O COI já passou por problemas imensos anteriormente, como nos episódios que culminaram no cancelamento dos Jogos de 1916, 1940 e 1944, por conta das Guerras Mundiais, e nos boicotes de Moscou-80 e Los Angeles-84. A entidade soube ultrapassar estes obstáculos e vemos a Chama Olímpica mais forte do que nunca”, reforçou Paulo Wanderley.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia