JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 31 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Hamilton e Messi dividem Laureus; brasileiros passam em branco

Hamilton, único dos dois que estava presente na cerimônia, agradeceu o prêmio e dedicou a conquista ao automobilismo

18/02/2020 - 00:00:00.

Em evento marcado por homenagem a Kobe Bryant e por um resultado incomum, o prêmio Laureus celebrou ontem, em Berlim, na Alemanha, os talentos do inglês Lewis Hamilton e do argentino Lionel Messi, que empataram na disputa de Melhor Atleta Masculino. A igualdade em número de votos é inédita na história do chamado “Oscar do esporte”. No feminino, quem levou foi a ginasta norte-americana Simone Biles. Os brasileiros, que concorriam em três categorias, passaram em branco. 

Hamilton, único dos dois que estava presente na cerimônia, agradeceu o prêmio e dedicou a conquista ao automobilismo. O piloto da Mercedes brilhou em 2019 ao faturar seu sexto título mundial da Fórmula 1, entrando de vez para o seleto grupo dos grandes da história.

Messi venceu pela primeira vez, após seis indicações sem sucesso. Em 2019, o jogador do Barcelona foi eleito o melhor do mundo pela Fifa e faturou a Bola de Ouro pela sexta vez, um recorde. Foram 36 gols ao longo da temporada europeia, sendo o artilheiro do Campeonato Espanhol. O argentino pediu desculpas pela ausência e agradeceu à organização pelo prêmio, em mensagem de vídeo transmitida durante a cerimônia. 

Pelo segundo ano seguido, o Brasil passou em branco na premiação. O país tinha três representantes na disputa. O surfista Italo Ferreira e Rayssa Leal, do skate, concorriam no Melhor Atleta de Ação. E a Chapecoense disputava na categoria Momento Esportivo, que reunia todos os vencedores desta disputa nos últimos anos.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia