JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 10 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Ferrari evita encontro de Vettel e Leclerc após batida em Interlagos

Nas entrevistas, logo após eles saírem do carro, Vettel e Leclerc disseram sentir muito pelo abandono duplo da Ferrari e evitaram o confronto

20/11/2019 - 00:00:00. - Por Folhapress

O GP do Brasil terminou mal para a Ferrari. O time vinha com a quarta e quinta colocações na corrida com seis voltas para o final até que Sebastian Vettel e Charles Leclerc se tocaram, acabando com a corrida de ambos. 

Após a prova, a equipe evitou que os dois falassem juntos com a imprensa, e a tradicional coletiva pós-prova, em que geralmente estão presentes Vettel, Leclerc e o chefe Mattia Binotto, só contou com o dirigente.

A justificativa ferrarista foi de que o time tinha decidido que era “melhor assim”. O UOL Esporte flagrou Leclerc deixando a pista antes mesmo do horário da entrevista, tão logo terminou de falar com as TVs e rádios.

Binotto disse que ambos os pilotos tinham se desculpado com a equipe, mas, nas mensagens de rádio enviadas pelos pilotos instantes após as batidas, ambos demonstraram muita irritação um com o outro.

“O que diabos ele estava fazendo? Furou o meu pneu. Desculpe. Isso era necessário?”, berrou Vettel. “Que diabos?”, gritou também Leclerc.

Nas entrevistas, logo após eles saírem do carro, Vettel e Leclerc disseram sentir muito pelo abandono duplo da Ferrari e evitaram o confronto. 

Não é a primeira vez que Vettel e Leclerc se estranham nesta que é a primeira temporada deles juntos na Ferrari. Ambos já acusaram um ao outro de terem desrespeitado acordos internos – Vettel reclamou de Leclerc em Monza e o contrário aconteceu na Rússia. A reação de Binotto até aqui tem sido resolver as questões apenas internamente.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia