JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 09 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Neto de Fittipaldi e Sette Câmara esperam por chances na Fórmula 1

Após uma temporada de experiência como pilotos de testes, Pietro Fittipaldi e Sergio Sette Câmara já se veem prontos para assumir uma vaga de titular na Fórmula 1

15/11/2019 - 00:00:00. - Por Agência Estado

Após uma temporada de experiência como pilotos de testes, Pietro Fittipaldi e Sergio Sette Câmara já se veem prontos para assumir uma vaga de titular na Fórmula 1. A dupla de brasileiros, contudo, terá de esperar ao menos mais um ano para ganhar esta preciosa chance. Ambos negociam para renovar seus contratos com a Haas e a McLaren, respectivamente, para seguirem na categoria no próximo ano. A meta é para 2021. 

"Sinto-me 100% preparado parar virar piloto titular. Quando testei o carro, me senti bem confortável. Adaptei-me bem. Agora tenho experiência suficiente para sentar no carro e fazer um bom trabalho", diz o neto de Emerson Fittipaldi, de 23 anos, em entrevista ao Estado. Neste ano, Pietro chegou a abrir negociação para tentar uma vaga de titular da Haas para 2020. Mas a dupla formada pelo francês Romain Grosjean e a dinamarquês Kevin Magnussen continuará defendendo o time norte-americano, apesar dos resultados abaixo do esperado em 2019. Enquanto a chance não chega, Pietro negocia para seguir como piloto de testes. Ele espera acertar a renovação até o GP de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, marcado para 1º de dezembro.

Assim como Pietro, Sette Câmara exalta o aprendizado, sem esconder a ambição de virar titular da McLaren. "Não temos um contrato assinado para 2020 ainda, mas acredito que seja uma coisa natural a nossa renovação. O próximo passo é brigar por uma vaga de titular, na mesma equipe ou em outros times. A cada corrida que passa me sinto mais preparado, maduro e tranquilo para assumir uma vaga na F1", disse o piloto de 21 anos. 

O Brasil está sem um representante entre os pilotos titulares na Fórmula 1 desde que Felipe Massa deixou a categoria, no fim de 2017.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia