JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 22 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Velhos conhecidos, Verstappen e Leclerc são os novos rivais na F1

Verstappen e Leclerc já estão dando os primeiros passos daquela que é tida como a nova grande rivalidade na F-1

21/07/2019 - 00:00:00. - Por Folhapress Última atualização: 21/07/2019 - 08:20:47.

Reprodução/Internet


Leclerc e Verstappen protagonizaram disputas duras na F1 em 2019

Eles nasceram com apenas 17 dias de diferença: Max Verstappen em 30 de setembro, e Charles Leclerc em 16 de outubro de 1997. E desde a época em que ainda eram pré-adolescentes e eram rivais nos karts, sabiam que, um dia, iam se reencontrar na categoria máxima do automobilismo. Menos de 10 anos depois, Verstappen (Red Bull - Holanda) e Leclerc (Ferrari - Mônaco) já estão dando os primeiros passos daquela que é tida como a nova grande rivalidade da Fórmula 1. 

Com temperamentos completamente diferentes, o agressivo Verstappen e o mais comedido Leclerc não se bicavam na época em que se cruzavam nas pistas de kart pela Europa. Apesar de terem se encontrado muito nos karts, Verstappen e Leclerc nunca correram juntos nas categorias de base.

Isso porque o holandês teve uma carreira relâmpago, indo direto para a F3 Europeia, em 2014, e logo sendo contratado pela Red Bull para estrear na F1, pela Toro Rosso, no ano seguinte.

Já Leclerc teve uma carreira mais tradicional: em 2014 fez a Fórmula Renault 2.0, depois foi para a F3 Europeia, GP3, F2 e chegou à F1 ano passado, na Sauber. Agora, portanto, é a primeira vez que eles efetivamente se encontram na pista desde 2013.

"Evoluímos muito desde aquela época, mas sei que ele é um piloto agressivo", diz Leclerc, enquanto Verstappen encara com normalidade a rivalidade. "Ele é definitivamente um ótimo piloto. Caso contrário, não estaria nem na F1, muito menos na Ferrari. É só olhar para a nossa idade e você chega à conclusão de que vamos ser aqueles que estarão lutando por vitórias porque, em determinado momento, Lewis [Hamilton, atualmente com 34 anos] vai ficar velho demais. Então é normal que nós, os mais jovens, assumamos."

Com ambos tendo 21 anos e estando entre os grandes na Fórmula 1, é de se esperar mesmo que este seja apenas o começo de uma rivalidade que já está tomando o lugar dos 'veteranos' Sebastian Vettel e Lewis Hamilton.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia