JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 21 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Atletas de Uberaba são convocados para os Jogos Parapan-Americanos

Três competidores e um staff farão parte da delegação brasileira em Lima, no Peru

18/07/2019 - 00:00:00. Última atualização: 18/07/2019 - 07:58:54.

Daniel Zappe/CPB/MPIX


José Carlos Chagas será um dos representantes da cidade no Parapan de Lima, no Peru

Atletas de Uberaba foram convocados para disputar os Jogos Parapan-Americanos de Lima, que começam no dia 23 de agosto, no Peru. Representarão a cidade os atletas José Carlos Chagas e Ercileide da Silva, na bocha, e Poliana Sousa, no atletismo – todos da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba (Adefu). Da cidade também foi chamada Hindielle Lima para compor o staff do Brasil. 

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) divulgou na última terça-feira (16) a lista da delegação que representará o país com número recorde. Serão 512 integrantes na missão brasileira, sendo 337 atletas, entre os quais atletas-guias, calheiros, goleiros e pilotos, que não possuem deficiência, de 23 estados e do Distrito Federal. Este número representa um acréscimo de 24% em relação ao time que ostentou o pavilhão nacional na última edição do Parapan, na cidade canadense de Toronto, em 2015.

Os Jogos Parapan-Americanos são o maior evento do continente. Lima 2019 promete organizar a mais grandiosa edição de todos os tempos, com a participação de aproximadamente 1.890 atletas, de 33 países, em 17 modalidades: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, ciclismo, futebol de 5, futebol de 7, goalball, halterofilismo, judô, natação, rúgbi em cadeira de rodas, parabadminton, parataekwondo, tênis em cadeira de rodas, tênis de mesa, tiro esportivo e voleibol sentado. 

O Brasil busca repetir o feito das três últimas edições dos Jogos continentais. Desde 2007, quando a competição passou a ser realizada na mesma sede dos Jogos Pan-Americanos (tal qual ocorre nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos), os atletas brasileiros não conhecem outro resultado que não seja o primeiro lugar no quadro geral de medalhas. Foi assim no Rio 2007, em Guadalajara 2011 e Toronto 2015. Neste último, foram 257 medalhas, das quais, 109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia