JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Brasil tem pior público em cinco anos e decepciona Tite

O Beira-Rio, em Porto Alegre, recebeu no domingo (9) a maior goleada da Seleção Brasileira desde 2012, o 7 a 0 sobre Honduras

11/06/2019 - 00:00:00. - Por Folhapress Última atualização: 11/06/2019 - 08:44:32.

Foto/Lucas Figueiredo/CBF


Público pequeno em amistoso da Seleção incomodou o técnico Tite
 

O Beira-Rio, em Porto Alegre, recebeu no domingo (9) a maior goleada da Seleção Brasileira desde 2012, o 7 a 0 sobre Honduras, mas pouca gente viu o jogo no estádio. Os 16.521 pagantes constituem o menor público em jogos do Brasil em casa desde a Copa do Mundo de 2014. 

O público foi inferior ao de partida de janeiro de 2017, jogo em tributo aos mortos no acidente de avião da Chapecoense, contra a Colômbia, no Engenhão, e que teve 18.695 torcedores presentes. Como não era uma data Fifa, o confronto só teve atletas que atuavam no Brasil em campo.

"Minha expectativa era um público maior. Pensei que viesse mais gente, mas não sei dizer o motivo de isso ter acontecido. A grana, talvez. Ou, se fosse jogo valendo, teria um apelo maior. Esperava mais", disse Tite.

Às vésperas da estreia na Copa América, na próxima sexta-feira (14) contra a Bolívia, no Morumbi, a Seleção passou os amistosos preparatórios sem ser vaiada, tanto contra o Qatar, em Brasília (vitória por 2 a 0), quanto frente aos hondurenhos. Na capital federal, houve assédio digno do time da CBF, mas Neymar ainda estava no elenco, o que aumenta o interesse. 

Em Porto Alegre, a recepção foi fria. Seis torcedores estavam no hotel quando a delegação chegou, na quinta (6) à noite. No sábado (8), cerca de 5 mil pessoas estiveram no treino aberto, cujo acesso era garantido doando 2 kg de alimento. Isso aumentou a expectativa de Tite para um bom público no domingo, o que não se concretizou.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia