JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 18 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Justiça intima Caixa a devolver Taça das Bolinhas para a CBF

A CBF adotará as medidas cabíveis acerca do destino da mencionada taça, segundo a decisão do TJRJ

16/05/2019 - 00:00:00. - Por Folhapress

Por decisão da juíza Cristina de Araújo Goes Lajchter, da 50ª Vara Cível do TJRJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro), a Taça das Bolinhas, que está em posse da Caixa Econômica Federal desde 2017, deverá ser entregue à Confederação Brasileira de Futebol. A CBF, então, adotará "as medidas cabíveis acerca do destino da mencionada taça", segundo a decisão do TJRJ. 

Em 2017, o STF (Superior Tribunal Federal) negou recurso do Flamengo e manteve os pernambucanos como campeões brasileiros de 1987. Em março de 2018, a maioria dos ministros do STF deu ganho de causa ao Sport em relação ao título nacional.

A decisão transitou em julgado, ou seja, estouraram todos os prazos legais para que o Flamengo tentasse reverter a derrota nessa esfera. O processo já teve baixa definitiva efetuada e não cabe mais discussão quanto ao título. Dessa forma, com o Sport sendo reconhecido como campeão daquele ano, a Taça das Bolinhas deveria ser entregue ao São Paulo, primeiro clube a conquistar o Brasileiro cinco vezes, marca alcançada em 2007. 

A Justiça do Rio agendou para junho uma audiência de conciliação entre Fla e CBF para discutir o reconhecimento do clube carioca como campeão de 1987. Os rubro-negros querem que a conquista do Módulo Verde seja equiparada a um título brasileiro. Dessa forma, o ano de 1987 teria dois campeões e o Flamengo passaria a ter o direito à Taça das Bolinhas, já que conquistou o título em 1992, que representaria seu quinto troféu nacional na história.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia