JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 18 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Em jogo com duas expulsões, Léo Silva dá vitória ao Galo contra a Caldense

Após um início nervoso com o gol sofrido e faltas excessivas que até renderam cartões amarelos

10/02/2019 - 00:11:00. Última atualização: 10/02/2019 - 00:18:36.

Com parte das suas atenções voltadas para o jogo da volta contra o Danubio, pela Copa Libertadores, o Atlético-MG abriu a sexta rodada do Campeonato Mineiro neste sábado (9) e conseguiu uma vitória simples, mas importante por 1 a 0 diante da Caldense. A partida foi disputada em Poços de Caldas, e o técnico Levir Culpi preservou todos os seus jogadores considerados titular, que sequer viajaram com a equipe.

O único gol da partida foi marcado pelo capitão Leonardo Silva, ainda nas primeiras voltas do ponteiro. Com o resultado, o Galo vai aos 13 pontos e fica provisoriamente na liderança, precisando agora secar os rivais América-MG e Cruzeiro para terminar a rodada na ponta. Já a Caldense estaciona nos quatro pontos, a dois da URT, a primeira da zona de rebaixamento.

Com o time todo reserva, era de se esperar que o Atlético apresentasse uma falta de entrosamento em campo. Isso aconteceu, e o clube tentou usar as jogadas individuais e a bola parada para chegar ao gol. Quem se destacou aí foi o meia-atacante Terans, que chamou o jogo, driblou e buscou a finalização após as jogadas de mano a mano. Na cobrança de escanteio, o uruguaio percebeu o goleiro adiantado e tentou um gol olímpico. No rebote, Leonardo Silva usou a cabeça para abrir o marcador.

Após um início nervoso com o gol sofrido e faltas excessivas que até renderam cartões amarelos, a Caldense melhorou em campo e saiu em busca do empate, na maioria das vezes tentando lançar a bola entre os defensores do Galo. O maior destaque foi o meia Carlinhos, que chegou a ficar cara a cara com Cleiton, mas perdeu a oportunidade de igualar o jogo.

A Caldense voltou para o segundo tempo com mais apetite e disposta a empatar a partida. Com menos de dez minutos, Felipe Baiano teve uma chance de ouro e ficou com uma sobra dentro da área, mas demorou para finalizar, e Cleiton cresceu para cima do meia, abafando o chute. Pouco tempo depois, o Atlético levou um novo susto. O volante Jair, que já havia recebido um amarelo pouco antes do intervalo, fez outra falta feia, e acabou expulso.

A torcida da Caldense comemorou a vantagem numérica, mas o time não soube se aproveitar tanto da saída de Jair. Quatro minutos após o jogador atleticano deixar o campo, o meia Carlinhos, que estava bem em campo, entrou de sola no tornozelo de Maidana, recebendo o vermelho direto, e deixando as duas equipes com dez em campo.

Depois dos momentos de tensão causados pelas expulsões de Jair e Carlinhos, as duas equipes diminuíram bastante o ritmo em campo. Com o forte calor, jogadores perderam o gás e pouco produziram. O chute de Carlos César, espalmado pelo goleiro Omar, aos 39 minutos, foi o primeiro lance de perigo depois disso. Pouco depois, o goleiro ainda foi exigido no chute de Leandrinho. Já próximo dos acréscimos, a Caldense jogou suas últimas fichas e assustou na cabeçada de Tiaguinho, mas ficou só no quase. 1 a 0 placar final. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia