JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

O estádio era pequeno para suportar os torcedores do USC de 66

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

24/07/2021 - 00:00:00.

carlosticha@hotmail.com

Time de 1966

TOQUE DE PRIMEIRA

Time do Uberaba SC de 1966 foi sucesso no Campeonato Mineiro, pois era um grupo de bons jogadores, que honravam a camisa do clube. O estádio “Boulanger Pucci” era pequeno para suportar um grande público. Não só o torcedor do Colorado comparecia aos jogos, mas, também, simpatizantes de outros camisas marcavam presença nos jogos do USC que investia nas contratações. Nota-se que, nesta formação da foto, apenas um jogador veio da base: Valtinho, que começou no Atlético do bairro Abadia, depois Independente e finalmente o sonho de vestir a camisa vermelha. A foto foi feita antes da partida contra o América pelo Campeonato Mineiro-66. O placar foi empate em um tento. Aliás, o Coelho sempre foi uma pedra no sapato do Zebu. Pela ordem, aparecem na foto: João Batista, lateral direito que chegou para ser o titular. Armando Paulino, goleiro que fez sucesso, brilhou na meta colorada. Vadinho, o carioca bom de bola, zagueiro de nível, que conhecia da posição. Domingos Baroni, o Mingo, que veio do estado de São Paulo para jogar no meio campo e na sua estreia fez dois gols contra o Villa Nova de Nova Lima. Quando parou de jogar passou a ser treinador do time e fez sucesso. Quincas, o famoso Carpideira, veio da cidade de Monte Alegre para brilhar com a camisa 6. Só jogou no Colorado e seu teste foi o de marcar Garrincha; não passou, mas teve outras oportunidades. Hermínio, zagueiro vindo da Portuguesa de Desportos, jogava com firmeza e não inventava: muito seguro. Depois que pendurou a bicanca trabalhou pouco tempo como técnico do Colorado. Agachados: o ataque começa com Waltinho, este foi craque de bola. Jogava muito e com amor, pois torcia pelo USC. Waltinho vestiu a camisa da Seleção Mineira e foi autor do primeiro gol à noite no Mineirão. Juca Show, moço que veio de Ituiutaba, mostrou categoria, pois foi um jogador altamente técnico, batia bem na bola e chegava com autoridade ao gol adversário. Walter Cardoso, chamado pelos amigos de Babi, foi um artilheiro com “A” maiúsculo. Chutava forte e foi autor de gols importantes com a camisa vermelha. O Santista teve uma passagem inesquecível e marcou época. Roberto Peniche chegou para o setor de meio campo, aquele que jogava pelo lado esquerdo. Jogador rápido e criativo. Pela ponta esquerda, aquele que brilhou com seus dribles desconcertantes, principalmente quando pegava o gigante Pedro Paulo lateral do Cruzeiro pela frente. Carlos Alberto Carioca, franzino jogador que começou no América Mineiro, foi jogar no Juvenil do Vasco, e posteriormente, trazido pelo Waldomiro Campos, o Neném Mama vestiu a camisa do Colorado até o final da sua carreira. Time inesquecível, que marcou época. É como dizia o amigo advogado Evaldo Marco Antônio – “Éramos felizes e sabíamos”. É a história da bola. Como é bom recordar as coisas boas do futebol.         

Waltinho, craque da época

MOTO ZEMA tem a moto de seus sonhos. Peças, serviços, acessórios e qualidade no atendimento. Avenida Guilherme Ferreira, 795 – fone: 3318-3600. Visite nosso showroom e realize seu sonho. Inspeção gratuita de 21 itens. Fácil comprar.

CANELADAS

Encanador, torcedor do Botafogo:

--- Não dá pé. Estamos só entrando pela tubulação: nosso goleiro é um cano; meio campo é uma água; defesa é um furo. O ataque só fica na banheira...

Com essa seca e frio e a falta de chuva, já estou com saudade daquelas pessoas que fazem tempestade em um copo d’agua...  

Cheio de graça, Karrapixo desafia o Lagoa:

--- Quero ver você chegar a um velório, pegar uma coroa de flores, jogar para trás e gritar: Quem pegar é o próximo”.   

E o Makarrão reclama com Adriano Zoi:

--- Minha vida está parecendo um jogo de futebol!

--- Muito movimentada?

--- Nada, véio... Cheia de comentaristas...        

ESTEIO Materiais para Construções é o caminho certo. Avenida José Maria Reis, 310 – fone: 3338-8444. Da base ao acabamento, ESTEIO nome sólido em construção. Fale com Nadir, Oscar, Diego ou Larissa. Construa com qualidade. 38 anos no mercado com os melhores preços. Venha tomar um café conosco. WhatsApp 9.9250-8444.

BOLA DE MEIA

Enquanto Santos, Bragantino e Athletico-PR fizeram bem-feito na Sul Americana, o Grêmio não suportou e foi eliminado. Essas três equipes brasileiras vêm jogando muita bola. A expectativa é a de que uma delas fique com o tão sonhado título. Acredito.

Nosso tenista João Meneses fez sua estreia, ontem nas Olimpíadas, e enfrentou Marin Cilic. O duelo das raquetes estava previsto como bem dividida. Como escrevi a coluna antes da partida, não publiquei o resultado, mas acredito que João saiu-se bem.   

Futebol e seus fantásticos momentos, que só os deuses da bola podem decifrar o que acontece em uma partida de futebol. Vejam o que aconteceu com Internacional, que teve condições de golear o Olímpia, mas o destino quis o contrário: Internacional eliminado.

Com o goleiro do Peixe pegando até pensamento, o Santos ficou no empate com o Independiente e chegou as quartas de final da Sula. Foi muito bom. Athletico-PR e Bragantino sãos outros dois brasileiros com condições de títulos. É brigar por ele.        

Hoje o sofrido Cruzeiro tem missão difícil contra o Vila Nova em Goiânia. A Raposa vai rebolar para não entrar no fumo. Botafogo em maus lençóis joga contra o Confiança. O Vascão da Gama recebe o Guarani. O Bugre campineiro vai com tudo.

Só jogaço de bola no Brasileiro da Série “A”. Hoje tem Palmeiras encarando o Fluminense: jogo sem favorito. Outra partida que chama atenção é o duelo entre Fortaleza x Bragantino. O Corinthians vai com tudo para cima do Cuiabá. É o Timão.    

O torcedor do Flamengo espera que o tabu que está prevalecendo o São Paulo seja quebrado. A partida de amanhã, no Maracanã promete muita emoção. Dois gigantes em campo. Ambos precisam da vitória, portanto, haja coração. Acho que vai dar Mengo.  

Logo cedo, às 08h30 da manhã de hoje, a seleção de futebol feminina encara a forte Holanda. As duas equipes vêm sendo consideradas as melhores do momento. Como são bem treinadas, é esperar emoção do começo ao fim. Acredito na Debinha, Marta e cia.    

Agora, amanhã, de 05h30 da madrugada a seleção masculina entra em campo para jogar a Costa do Marfim. Aparentemente pode parecer fácil, mas o time de Daniel Alves tem que jogar muita bola para conseguir a vitória. É o Brasil nas Olimpíadas.     

Enquanto a Ferroviária joga em casa para manter a liderança contra o Boa Esporte, o Uberlândia do amigo Camargo Neto, espera se dar bem contra a fraca equipe do Água Negra. O jogo é no Parque do Sabiá. Vencendo, o Verdão pode encostar no líder.   

Em amistoso de avaliação, ontem, o USC sub 23 jogou em Uberlândia. A partida foi contra o ESSUB. Hoje, no CT, tem mais avaliação. Negrada, Gabriel Pelezinho, Bruno Contarim, Gaia e Antony são nomes que prometem. É trabalhar firme.  TRAVA.             

TA CONFECÇÕES – Há 24 anos no mercado brasileiro com absoluto sucesso. Uniformes profissionais, escolares e promocionais. TA qualidade profissional. Av. Leopoldino de Oliveira, 2084. Telefone: 3338-3050. Faça-nos uma visita.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia