JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 16 de outubro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Todos os homens são médiuns

Partindo do princípio de que todos os homens têm o dom da mediunidade, isto é, são capazes de se tornar intermediários

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

- Por Elias Barbosa Última atualização: 16/01/2011 - 14:34:38.

Partindo do princípio de que todos os homens têm o dom da mediunidade, isto é, são capazes de se tornar intermediários entre os encarnados e os Espíritos que já se despojaram do instrumento físico, planejamos uma pequena série de artigos sobre o assunto, para nos determos, no final, a respeito de uma mediunidade pouco estudada; por agora, transcrevamos uma página mediúnica, a XI das “Dissertações Espíritas”, no Cap. XXXI da Segunda Parte de O Livro dos Médiuns, lançado por Allan Kardec, em Paris, em 1861.

Trata-se da seguinte página, assinada por Pierre Jouty, pai do médium: “O dom da mediunidade é tão antigo quanto o mundo; os profetas eram médiuns; os mistérios de Elêusis estavam fundados sobre a mediunidade; os Caldeus, os Assírios tinham médiuns; Sócrates era dirigido por um Espírito que lhe inspirava os admiráveis princípios da sua filosofia; ele ouvia a sua voz. Todos os povos tiveram médiuns, e as inspirações de Joana D’Arc não eram outras senão a voz de Espíritos benfazejos que a dirigiam. Esse dom que se derrama agora tornou-se mais raro nos séculos medievais, mas não cessou jamais.

Swedenborg e seus adeptos tiveram uma numerosa escola. A França dos últimos séculos, zombadora e ocupada com uma filosofia que, querendo destruir os abusos da intolerância religiosa, aniquilava sob o ridículo tudo o que era ideal, a França deveria afastar o Espiritismo, que não cessava de progredir no Norte. Deus tinha permitido essa luta de ideias positivas contra as ideias espiritualistas porque o fanatismo tinha se tornado uma arma destas últimas; agora que os progressos da indústria e das ciências desenvolveram a arte de bem viver, a tal ponto que as tendências materiais se tornaram dominantes, Deus quer que os Espíritos sejam conduzidos aos interesses da alma; quer que o aperfeiçoamento do homem moral torne-se no que deve ser, quer dizer, o fim e o objetivo da vida. O Espírito humano segue uma marcha necessária, imagem da gradação sofrida por todos os que povoam o Universo visível e invisível; todo progresso chega na sua hora: a da elevação moral chegou para a Humanidade; ela não terá ainda o seu cumprimento em vossos dias; mas agradecei ao Senhor por assistirdes à aurora bendita”.

No próximo artigo trasladaremos para cá mais uma dissertação das trinta e oito que Allan Kardec selecionou, todas de Espíritos Superiores e muitos deles que trabalharam pela grandeza e elevação da Igreja Católica.

 

(*) clínico geral e psiquiatra
eliasbarbosa34@gmail.com

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia