JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Últimos pensamentos e provérbios na pandemia

22/09/2020 - 00:00:00. - Por Mário Salvador


“Ler fornece ao espírito materiais para o conhecimento, mas só o pensar faz nosso o que lemos”, escreveu o filósofo John Locke. Então, lendo, tentamos entender a pandemia que estamos vivendo, e fazemos descobertas como as que se seguem.

A história registra inúmeras epidemias que já afligiram o mundo. Uma das mais antigas foi a Praga em Atenas, em 429a.C., que dizimou um quarto da população da capital da Grécia, inclusive o líder militar Péricles.

Já a primeira pandemia moderna (e a mais mortal do século XX) foi a Gripe Espanhola de 1918. Em menos de dois anos, o vírus da gripe – o influenza – matou 50 milhões de pessoas e infectou um quarto da população mundial.

É verdade que os contextos históricos das diversas pandemias são diferentes, e hoje, além de a economia ser mais complexa, as populações são maiores; mesmo assim, o olhar histórico tem muito a nos ensinar.

E em qualquer desses contextos históricos, é em espaço pequeno onde há muita gente que o vírus encontra condições propícias para que sua disseminação vá tomando vulto até tornar-se uma pandemia. Como “mal de muitos, consolo é”, uma vez que já estamos vivendo neste cenário, o jeito é nos resignarmos e seguirmos todas as recomendações para que o mal seja debelado o mais rápido possível.

Também a filosofia é particularmente interessante em época de pandemia, pois esse é um período de reconstrução, um período que nos faz pensar muito e reavaliar a vida, valorizando o que realmente importa.

Segundo o poeta americano John Whittier, “aquele que nada aprendeu do passado será punido pelo futuro.” Aprendemos muito, e nossos aprendizados, conquistas e outras transformações deste período seguirão para o resto da vida, incluindo muitas descobertas e soluções de tecnologia.

Um exemplo de ideia que surgiu numa pandemia e que passou a fazer parte da nossa cultura é a caipirinha, que, numa das versões sobre sua origem, foi criada para combater a gripe espanhola e, depois de algumas modificações, essa bebida está aí até hoje, amada e idolatrada pelos brasileiros. Vai uma caipirinha aí?

Saúde para você! Saúde para todos nós! Em breve, vamos sair dessa!  “Quem espera sempre alcança”, então, tenhamos força e fé!

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia