JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 06 de abril de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Sem exageros

Por vezes sou questionada sobre como dosar a vida sem que os sentimentos exagerados nos dominem

19/03/2020 - 19:10:24. - Por Eliana Barbosa Última atualização: 19/03/2020 - 19:10:32.

Por vezes sou questionada sobre como dosar a vida sem que os sentimentos exagerados nos dominem. 

Pois eu lhe digo que o nosso viver só tem qualidade quando é pautado no equilíbrio – até dos sentimentos mais nobres, como o amor e a compaixão. Como dizem os budistas, o caminho da felicidade é o caminho do meio. Vou lhe mostrar por quê: 

1-    Quando você ama demais, colocando mais emoção do que razão (inteligência)  em seu relacionamento, você se torna muito controlador e cobrador, correndo o risco de sufocar o outro e, assim, afastá-lo de você. Além das mentiras que ele pode começar a contar por medo do seu ciúme...

2- Para exercer a compaixão ou a empatia é preciso também sensatez. Você pode entender a dor do outro, mas, jamais, se envolver a ponto de transferir os problemas dele para você.

3- A caridade traz paz e luz para sua vida, porém, cuidado com o excesso de bondade, que vai tirar da outra pessoa a oportunidade de descobrir sua própria capacidade de vencer os naturais obstáculos da vida. Quando você passa na frente de alguém para solucionar suas dificuldades, você, ao invés de estar apoiando o crescimento do outro, vai ajudá-lo a ter a sua autoestima cada vez mais rebaixada. O apoio caridoso deve ser através de incentivo, elogios, força para a outra pessoa assumir seus compromissos e aprender a caminhar por conta própria.

4- Na hora das decisões mais sérias – dispensar um funcionário, pedir a separação em um relacionamento, repreender alguém que você ama, etc. – nada de se sentir culpado. Não adianta ficar “empurrando a sujeira para debaixo do tapete”, querendo ser o tolerante, o herói que salva todo mundo, porque isso só lhe trará decepções, depressão e outras doenças tristes que você não merece sofrer. Então, antes que seja tarde, dê o grito do BASTA – não só às situações ou às pessoas que o intoxicam, mas, principalmente, à sua própria inércia e a esse medo de mudar e enfrentar a vida! 

(*) life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento, apresentadora de programas em TV e rádio e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos
Conheça melhor as suas atividades profissionais no site
www.elianabarbosa.com.br
Contato:
eliana@elianabarbosa.com.br

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia