JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 06 de abril de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Ducha Corona

Os mais antigos vão se lembrar da propaganda, lá nos idos dos anos 1970, da Duchas Corona

18/03/2020 - 00:00:00. - Por Fulvio Ferreira

Os mais antigos vão se lembrar da propaganda, lá nos idos dos anos 1970, da Duchas Corona.  

O refrão dizia: “Duchas Corona, um banho de alegria no mundo de água quente”.

Infelizmente, estamos ouvindo, “vírus Corona, um banho de água fria numa economia crescente”.

Apesar de todas as dificuldades, a economia dava leves sinais de recuperação e crescimento. A empregabilidade estava em ascensão até que as notícias sobre o coronavírus se intensificaram e os Estados e Municípios anunciaram medidas protetivas, com efeitos altamente restritivos ao setor Econômico.

Festas, congressos, convenções e feiras foram adiados. Os hotéis e resorts passaram a ter enxurradas de cancelamentos. Empresas de transporte coletivo, urbanos e interurbanos já sentem a diminuição do movimento; voos estão sendo cancelados. Em efeito dominó, outros tantos segmentos estão sendo diretamente atingidos.

As empresas saudáveis, isto é, empresas cujas contas estão em dia, deverão sofrer menos. Porém, empresas de quaisquer portes e ramos, em qualquer lugar do país, vão sofrer muito se estiverem com suas economias fragilizadas. 

A situação é delicada e requer muita atenção de todos. Seguir as regras básicas de higiene é um passo fundamental; evitar aglomerações, também. Não dê chance ao azar, não subestime a doença e tampouco sua alta capacidade de contágio.

Na empresa, faça tudo o que puder e um pouco mais. Higienize especialmente as áreas de maior circulação de pessoas, como o salão de vendas. Disponibilize álcool em gel para os colaboradores e para os clientes. 

No aspecto comercial, potencialize o delivery, o levar a mercadoria em casa, a venda pelo WhatsApp e por aplicativos. Apesar das macrocircunstâncias, não deixe de se dedicar ao seu negócio. Dê toda atenção possível a todos e faça de tudo para não perder negócios.

A crise, a incerteza e a insegurança são passageiras. Mas não deixe que haja reflexos negativos na sua saúde, na saúde dos seus familiares, colaboradores e clientes; se isso ocorrer, irá atrapalhar a caminhada da sua empresa.

Precisamos de ações positivas, proativas e reativas. Aprender com os erros e com a atual situação; mudar a visão atual, o mindset, ter novas atitudes e surpreender positivamente o cliente.

Vamos, juntos, fazer um novo refrão:

“Vírus Corona, uma lição surpresa para a perenidade e o fortalecimento das empresas!” 

(*) Empresário, palestrante e treinador de equipes
www.fulvioferreira.com.br

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia