JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 19 de fevereiro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Estatísticas Interessantes

12,9% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos são obesas

06/02/2020 - 00:00:00. - Por Sandra de Sousa Batista Abud

- 12,9% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos são obesas. A quantidade de crianças vítimas da obesidade infantil é tão alarmante que a Organização Mundial da Saúde faz uma estimativa de que em 2025, 75 milhões será o número de crianças obesas no mundo. Crianças acima do peso têm 75% mais chance de se tornarem adolescentes obesos. 89% dos adolescentes obesos podem se tornar adultos obesos. Atualmente, 18,9% dos adultos se encontram acima do peso. Hereditariedade e maus hábitos alimentares são causas da obesidade e pessoas estão morrendo mais cedo devido às doenças causadas pelo comportamento alimentar, tais como diabetes e hipertensão. Cabe aos pais oferecer aos filhos atividade física a alimentos saudáveis, provocando comportamento alimentar sadio e qualidade de vida. 

- O Brasil é o 5° país entre os países com o maior número de casos de diabetes no mundo. 17 milhões de brasileiros têm excesso de açúcar no sangue. Existem diferentes tipos de diabetes, sendo que a reposição de insulina é mais necessária no diabetes tipo 1. O diabetes tipo 2 é o mais comum, atingindo 90% dos casos. Atualmente, o diabetes tipo 2 acomete adultos e crianças. São 351 milhões de diabéticos com 20 a 64 anos de idade e 135 milhões com 65 a 99 anos, conforme a Internacional Diabetes Federativo.

- A cada 10 indivíduos que sofrerem infarto, 40% não sobreviverão depois de um ano de evolução do problema, o que significa que em cada 10 infartados 4 pessoas viverão apenas 12 meses após o infarto. Todavia, é possível ter uma vida plena depois de infartado se o indivíduo se dedicar ao tratamento adequado, de forma precisa, e rapidamente estabelecer, também, mudanças de hábitos de vida. Segundo médico especialista, “existem fatores que aumentam o risco de desenvolvimento dessas condições, como hipertensão, níveis elevados de colesterol, obesidade, sedentarismo, tabagismo e diabetes. Trabalhando em todos esses fatores, pode-se propiciar menor número de doenças cardíacas”. Conforme estudos, indivíduos com alto risco genético contam com quase 50% menos chances de desenvolver moléstias coronárias ao adotar um estilo de vida saudável. A prática regular de exercícios físicos reduz em 14% os riscos de ataques cardíacos.

- A cada 10 brasileiros, 6 gostariam de se alimentar com mais calma. No Brasil, a maioria das pessoas gostaria de ter mais tempo e calma para tomar um bom café da manhã, almoçar e se alimentar fora de casa. Além disso, os brasileiros gostariam de ter acesso a um conteúdo colaborativo, onde se pudesse ter mais informações sobre os alimentos que estão sendo consumidos, conforme pesquisa da empresa Hibou.

- A cada 10 brasileiros, apenas 1 consome produtos orgânicos. Este número representa quem faz escolhas mais conscientes de produtos mais seguros, isto é, com rastreabilidade certificada conforme a Lei 10.831/ 2003, garantindo menor impacto ao meio ambiente, ao serem comparados com alimentos convencionais. Esta informação é da Organis – Brain. 

(*) Psicóloga Clínica
E-mail:
sandrasba@uol.com.br

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia