JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 14 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

O Brasil à luz do espelho

O título deste artigo direciona a atenção do leitor ou da leitora à face do Brasil no espelho

28/11/2019 - 00:00:00. - Por Vânia Maria Resende

O título deste artigo direciona a atenção do leitor ou da leitora à face do Brasil no espelho, o que pode apresentá-lo sob retratação complexa da sua realidade política, social, cultural, artística, religiosa, jurídica, étnica, econômica, ecológica, educacional. É isso que faz a obra O Brasil à luz do espelho – sombras, conflitos e reflexões, ao realizar reflexão coletiva sobre o nosso país, reflexão que ganha espaço também, desde o lançamento em 27 de agosto de 2019, em eventos de natureza artístico-cultural, pedagógica e jurídica, em Uberaba e região. No dia 30 de novembro, integra o Seminário “Saúde mental à luz do espelho”, da Fundação Gregório Baremblitt (informação: 3333-0906/sapp 99884-0067), por meio de alguns colaboradores que comporão uma mesa sobre a relação entre saúde e arte. A renda das vendas será destinada às instituições Fundação Gregório Baremblitt e Coral Maracanã, que realizam valioso trabalho social em Uberaba. 

Editado pela Editora Humanitas, o livro é um mosaico multidisciplinar, composto por 46 artigos e 56 vozes (algumas em parceria). Os experientes colaboradores atenderam à proposta da coordenação (na qual me incluo, junto com as educadoras Ivanilda Barbosa e Silvana Elias), no sentido da livre expressão de pensamento sobre um dado tema. A maioria deles atuou ou atua na docência, nas áreas de Psicologia, Medicina, Direito, Literatura, Ecologia, Religião, História, Arte, Economia, Ciência Política, Linguística, Educação, Filosofia; são de 15 cidades, inclusive Uberaba, de quatro regiões do país.

Na essência da coletânea, luz se contrapõe a sombras e significa o primado da consciência, provida de lucidez e discernimento sobre condições civilizatórias fundamentais, que supõem ética, sensibilidade, criação, afirmação de vida, justiça, liberdade, valores presumidamente compatíveis com inteligência e verdadeira espiritualidade. Convergentes com isso, Política e democracia não são vistas apenas na dependência de políticos, mas envolve a ação emancipatória de qualquer indivíduo e grupo comprometidos com o bem comum. Quanto à Política, desfaz-se o equívoco que a demoniza de maneira generalizada, por identificá-la à politicagem; toma lá dá cá; meio de enriquecimento ilícito; articulação espúria a fim de demandas corporativistas.

O livro esclarece a concepção de Política, analisa a importância da Política para o desenvolvimento democrático e situa a responsabilidade do eleitor. Desenvolvimento também é conceito posto em questão sob o ângulo de várias áreas do conhecimento, sem que sejam omitidos conflitos, necessidades, dificuldades; porém, são mantidas confiança e esperança na potencialidade do país. Os 46 artigos têm elementos, implícitos ou não, analíticos da nociva mentalidade que compactua com argumentos rasos; que acredita em soluções fáceis para questões complexas; que alimenta crenças ingênuas e falaciosas, construídas sobre ilusões, fake news, mentira que se impõe como verdade; que defende salvacionismo e messianismo alienantes.

A publicação é contributo para o aguçamento da razão e da conscientização, capazes de iluminar o debate, a reflexão sobre si mesmo e a realidade, sobretudo nas escolas. Aqui é lugar oportuno de se formar o pensamento com juízo crítico, oposto à ignorância, e aliá-lo à sensibilidade e ao espírito cidadão responsável. Pela recusa de manipulação, fofoca, ódio e outros fatores que fomentam uma cultura destrutiva, perversa, elevam-se os padrões sociais e civilizam-se as mentalidades. 

(*) Educadora, doutora em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia