JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 14 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Calçada portuguesa, com certeza

Em Portugal, há muitos calçamentos com pedras portuguesas, com desenhos específicos para cada lugar

01/10/2019 - 00:00:00. - Por Mário Salvador

Em Portugal, há muitos calçamentos com pedras portuguesas, com desenhos específicos para cada lugar e, no Brasil, a popularidade dessa pavimentação se deu graças à calçada com padrão mar largo, na praia de Copacabana, cartão postal do Rio de Janeiro. Moradores e turistas apreciam calçadas como essas, tanto em Portugal, quanto em países lusófonos. 

Em Portugal, dentre as notáveis praças pavimentadas com pedras portuguesas, estão o célebre Mosteiro dos Jerônimos e a praça da Torre de Belém, na margem do rio Tejo, de onde partiam navegadores portugueses para conquistar o mundo e onde se erigiu o colossal Monumento aos Navegantes. O piso dessa enorme praça é decorado com pedras portuguesas de variadas cores, formando desenhos alusivos à navegação. Essa fantástica obra de arte, construída pedrinha por pedrinha por mestres calceteiros portugueses, é apreciada por todos os que passam pela praça.

Encantei-me vendo calceteiros se dedicarem à reforma de extensa calçada na freguesia de Monte Estoril, Cascais, distrito de Lisboa, quando hospedamos, minha esposa e eu, na casa de nossa filha Ana Maria. Largos passeios haviam perdido muitas de suas pedras portuguesas, revelando grandes falhas. Um dia, um caminhão basculante ali despejou pedras cortadas para reconstituir a calçada. Imaginei um trabalho de vários dias, Mas, apenas dois dias depois, caminhamos pelo passeio plenamente restaurado.

Em Uberaba, alguns espaços públicos são calçados com pedras portuguesas, como a praça Carlos Gomes, no bairro Estados Unidos, bairro onde resido há sessenta anos com a família. Vale um passeio na praça para admirar o belo trabalho de padrões decorativos dos antigos calceteiros.

Ao longo dos anos, o piso dessa praça sofreu alterações. E os remendos do piso danificado foram feitos por leigos, que despejaram cimento nas falhas. Um dó. Hoje, tomam conta desta praça a Floricultura Camélia e a Unimed Uberaba, empresas que têm feito muito pela cidade e que podem revitalizar esse calçamento danificado. Acredito que todos os remendos do piso, num trocadilho, podem ser remediados por calceteiros, mestres capazes de fazer e de restaurar os admiráveis arranjos. 

Hoje faltam calceteiros para atender às necessidades do Brasil e até de Portugal, país que criou uma escola para ensinar esse laborioso ofício a alunos dedicados. Mas é preciso encontrar esses profissionais (tanto no Brasil quanto em Portugal), para que restaurem as calçadas com pedras portuguesas - verdadeiras obras de arte a céu aberto.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia