JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Glória ao pai!

Pai! Uma figura que mudou ao longo dos anos!

11/08/2019 - 00:00:00. - Por Ani e Iná

Pai! Uma figura que mudou ao longo dos anos! 

A maioria não está preparada para ser pai. A vida atual é muito acelerada, os meios de comunicação, notadamente a internet, provocaram uma mudança brusca nos costumes que vão muito além da glória de ser pai.

Há uma ausência de valores éticos e morais. Os pais querem acertar. Brincam, rolam no chão, lutam e até dividem casos na internet, como também participam da vida dos filhos, convivem com os amigos dos filhos, abrindo canais diretos para o diálogo.

Os pais estão antenados. São cursos de judô, tae-kwon-do, escolinha de futebol, aulas de balé para as meninas, etc., etc., mas em casa nada de diálogo (com raras exceções). Eles "grudam" na TV, na internet, no Instagram, e muitos já possuem suas páginas nas redes sociais. Os pais, a mesma coisa. Ninguém fica off-line. O motivo da escolha? Cada um está no mundo virtual que deseja. Glória ao Pai!

Hoje se dá liberdade excessiva. Os filhos contestam, os pais contrapõem. Glória ao pai que está querendo ser pai!

Não há limites, mas a sensação de que o mundo está assim. Vamos para Marte!

Recordamos nossa infância… Mamãe comprava uma lata de doce que se chamava 4x1: marmelada, goiabada, pessegada e figada. “Podem comer todos, menos o de figo; este é do seu pai!” Sabemos por que Adão comeu a maçã, o doce proibido. Era de dar água na boca! Arriscávamos em um pedacinho. “Quem está comendo o doce do seu pai?” Ia direto ao coração.

Nas manhãs de domingo, aos 11 anos, papai nos levava ao "famoso" Tip Top "Bar do Quinzinho", onde ele era um frequentador assíduo. Papai era talentoso, bom de papo, divertido, muito gás. Que memória! Lá se reuniam os letrados de Uberaba e região, políticos, fazendeiros de renome. O "recanto" Tip Top havia se tornado parada obrigatória dos pensadores e intelectuais, ambiente cheio de estilo e funcionalidade. Papai nos levava iguaizinhas, todo orgulhoso, pedia que nos escondêssemos, só uma voltava, o mais detalhista teria que adivinhar quem era Ani e quem era Iná. Muitas risadas...

Desses dois fatos surgiram duas grandes lições. Glória ao pai! Uma, o respeito: “O que é do outro ninguém coloca a mão!”. E a outra, a nossa autoestima: “Sermos gêmeas é motivo de orgulho!”.

Estar ao lado do pai sempre é uma bênção, mesmo que este "pai" esteja em "transição".

Cabe ao pai de hoje, como o de ontem, EDUCAR!

Glória ao Pai!

Dois beijos... 

(*) Aninauberaba@gmail.com
Gemeasanina@hotmail.com

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia