JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 25 de janeiro de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

FALANDO SÉRIO

Continua depois da publicidade



Câmara de Vereadores: sessão tensa provoca sucessão de "farpas"

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

23/11/2021 - 21:08:12. - Por Wellington Cardoso

Azedou
Uma sucessão de “farpas” foi registrada na tensa sessão de terça-feira na Câmara. Alguns vereadores trocaram “gentilezas” e sobrou até para o Executivo. “De agora em diante eu não mais emitirei parecer em projeto que não chegar à Casa com a devida antecedência” – prometeu Almir Silva. O presidente da Comissão de Justiça e Legislação se referia ao PL que visa empréstimo de R$ 28 milhões para o Executivo.

Defesa
O líder do Executivo ainda tentou defender “a pressa” e não gostou de ter ouvido do colega que a Prefeitura demonstra falta de planejamento e desorganização com o fato. Fernando Mendes vestiu a carapuça, e afirmou que os projetos do Executivo são trabalhados por ele e sua equipe em conjunto com a Secretaria de Governo. Almir tentou encerrar a discussão, mas o líder insistiu nela por mais alguns minutos. Por fim, o filiado do DEM foi enfático: comigo, não vai acontecer mais.

É sacanagem
Também Lu Fachinelli se exaltou na reunião diante do nível das discussões sobre o PL da Linguagem Neutra. Considerando uma sacanagem o fato de a falha de servidor ao acostar parecer no projeto ter sido levada ao conhecimento de todos somente com a sessão em andamento, ela foi mais além: “Há sacanagem de toda ordem nesta Casa com uns tentando expor os outros (à opinião pública)”.

Pegou mal
Pegou muito mal a carga de responsabilidade e o puxão de orelhas lançados publicamente sobre procurador da Câmara, na segunda-feira, por um equívoco que não merecia a repercussão que teve, houvesse mais equilíbrio.

Excelência
Quem chama colega de excelência, mesmo quando quer xingá-lo, não pode se referir a servidor como o fez, expondo desnecessariamente um profissional dos mais qualificados. E como bem o disse o vereador Marcos Jamal: todos aqui erramos.

Velha história
Enquanto os pareceres de inconstitucionalidade da Procuradoria Geral da Câmara continuarem sendo derrubados por comissões técnicas, de integrantes nem sempre com qualificação jurídica, o tipo de imbróglio da segunda-feira se repetirá.

Soberania
Nos anos 80, o então vereador professor Murilo Pacheco se insurgiu contra a tal soberania do plenário. Quarenta anos depois, isso não mudou.

Deixa disso
Fernando Mendes protagonizou outra cena que foi parar nas redes sociais. Saiu do plenário para bater boca com uma das lideranças da Direita Minas em Uberaba. A turma do “deixa disso” precisou entrar em ação.

Uai, sô!
“A gente fica aqui, entre 21 vereadores, e quem está dessa porteira pra fora não tem noção do que acontece aqui dentro” – afirmou Túlio Micheli, em meio às discussões sobre o projeto da Linguagem Neutra. E fica a pergunta: o que acontece que não sabemos e mereceu a colocação?


O desembargador (Ricardo Motta) e o rei (Reinaldo).

Encontro com o ídolo
Em Belo Horizonte. O desembargador Ricardo Motta, por quase três décadas titular da 1ª Vara Criminal, encontra o eterno “Rei” dos atleticanos em evento social. Centroavante Reinaldo encantou as platéias brasileiras vestindo a camisa do Atlético Mineiro e da Seleção Brasileira, nos anos 70 e 80.

Emergência
Afirmações do Observatório Urbano de que a situação da APA do rio Uberaba é de calamidade devem provocar reunião de emergência de vereadores com integrantes do grupo de estudos. A APA está transformada em pasto pisoteado, quase que totalmente sem árvores.

Na fogueira
Episódio RCR deixa na “fogueira” a Procuradoria Geral do Município, levada agora a encontrar argumentos para o cancelamento da licitação, depois de ter, possivelmente, chancelado o processo licitatório. Lembrando que não há questionamento quanto à lisura da licitação.

Pró-recurso
Mesmo não conhecendo o processo em detalhes, o advogado Túlio Reis considera que a sanção da Lei Mariana Ferrer é um reforço considerável ao recurso da uberabense na ação em que quer a responsabilização criminal do empresário que ela diz tê-la estuprado.

Punição
Já em vigor, a lei prevê punição para constrangimentos sofridos por vítima de abuso sexual e testemunhas em audiência no Judiciário. Como as ofensas ouvidas por Mariana do advogado de quem acusa, sem intervenção do juiz e do promotor de Justiça.

Civilização
Diz Túlio Reis que “aos poucos a sociedade retoma seu curso rumo à civilização. E reforça: “Aos poucos”.

Abusando
A Nutriplus continua tratando com descaso as obrigações contratuais que tem com a Prefeitura como bem demonstram fotos enviadas ao JM nesta terça-feira, exibindo a “qualidade” de produtos da merenda escolar.

Gozado
Nos últimos anos, qualquer assunto atrelado à ideologia de gênero tem provocado os maiores “barracos” no Legislativo. Os “contra” ganharam ainda mais força este ano com a criação da bancada evangélica.


Ativista Mellany em campanha contra PL do pastor

Resistência
O projeto que objetivava proibir a linguagem neutra nas escolas municipais teve no movimento Beth Pantera a maior força de resistência contra. Assim como tinha ocorrido na concessão de título de cidadania ao deputado Marco Feliciano e em relação ao Fórum dos Conservadores.

Na fila
Conta funcionário da UFTM que idoso passou mal na fila do “Maria da Glória”, nesta terça-feira. E, ao invés de ser levado para dentro da unidade, optaram por chamar o Samu. Durante a espera, o paciente foi a óbito.

Nada novo
E diz médico, professor da UFTM, que esse não foi o único episódio em que, ao invés de ser imediatamente atendido no HC, cidadão que passou mal diante do hospital foi levado primeiro para uma UPA via Samu.

Ao sol
Pacientes na fila sob sol ou chuva à espera de atendimento no ambulatório é cena rotineira. Insensibilidade pura.

Poder de fogo
Pedido de autorização da Câmara para a Prefeitura contrair mais um empréstimo atesta, outra vez, a incapacidade financeira do município de fazer grandes obras com recursos próprios.

Distritos
Agora são pretendidos até R$ 28 milhões para a introdução de melhoramentos nos DI 2 e 4, em Peirópolis, na ZPE e na impermeabilização do aterro sanitário.

Melhorias
Os projetos para Peirópolis incluem a duplicação da via de acesso ao bairro rural, em pista dupla, construção de calçada em torno do museu, novo estacionamento e brinquedoteca ao lado da Casa do Turista.


Em campanha

Candidata à presidência da OAB em Minas, a advogada Carla Silene esteve em Uberaba no último fim de semana. À coluna, ela disse representar a esperada mudança na OAB, não tendo no seu grupo “pessoas que se perpetuam na gestão se revezando entre si”. E garantiu que transparência, inclusão, defesa das prerrogativas, qualificação e acesso tecnológico estão entre as suas propostas para os profissionais do Direito.

Mulheres uberabenses
Primeira candidata à presidência da OAB/MG em 90 anos, Carla tem quatro advogadas uberabenses em sua chapa: Débora Evelyn, Wendylânia Borges, Kallyene Cristiane de Faria e Élida Aparecida Guimarães. Em Uberaba, Carla fica na torcida pela vitória da chapa de oposição liderada por Berta Fonseca.

Barrado
E em julgamento do qual o advogado da chapa de oposição na 14ª Subseção, autora da ação, não pode participar por videoconferência, a Comissão Eleitoral da OAB deu bomba na denúncia de que a situação faria festa em bar que programava shows e tinha chope em promoção. Geovane Soares não recebeu notificação da sessão nem o link de acesso.

Nulidade
Ainda nesta terça-feira, o advogado Geovane redigiu recurso dirigido à Comissão Eleitoral postulando a nulidade do julgamento diante das irregularidades que aponta. Considera inadmissível, enquanto procurador da chapa oposicionista, ter ficado à margem da sessão realizada com resultado favorável à situação em Uberaba. 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia