JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 24 de outubro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Agora é lei publicada: Chico entra para o Livro dos Heróis

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

09/09/2021 - 07:00:33. Última atualização: 09/09/2021 - 07:01:19.

Chico Xavier
Publicada no Diário Oficial nesta 4ª feira a lei que inscreve o nome de Chico Xavier no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, que fica no Panteão da Pátria, em Brasília. Projeto de Franco Cartafina.
 
Plano Diretor
A Prefeitura vai contratar empresa especializada para auxiliar a SEPLAN na revisão do Plano Diretor. Informação é do superintendente de Planejamento Urbano, Luiz Mário Molinar Neto.
 
Legislação
Segundo ele, técnicos da secretaria trabalham desde o início do ano examinando todas as leis que compõem o PD e outras legislações pertinentes. 
 
Vespeiro
China ficou ainda mais irritado com o descumprimento de carga horária nas UBS ao ler na coluna que alguns médicos tencionam pedir ao MP que investigue horário, salários e o que fazem os assessores dos vereadores.
 
Ação Popular
“Se a prefeita não colocar relógios de ponto nas Unidades de Saúde, formalizarei uma ação popular” – ameaçou China.
 
Crítica
Uma postagem do infectologista Francisco Cardoso, outra vez questionando a importância da vacinação contra Covid, mereceu dura crítica de integrante da cúpula da Prefeitura.
 
Comitê
Francisco Cardoso, um negacionista totalmente desconhecido em Uberaba, caiu de pára-quedas no Comitê Técnico de Enfrentamento à Covid, não se sabe por indicação de quem. “Eu sinto vergonha” – disse o membro do Executivo irritado com a postagem.
 
Entornando
“O caldo está entornando outra vez”. Ditado popular sintetiza mais uma etapa das relações entre Executivo e Legislativo. A harmonia da reta final da CEI da Vacina e no imediatamente após cedeu lugar a novas reclamações de vereadores.
 
Contundentes
Duas delas, contundentes, ocorreram nos últimos dias, e de dois vereadores moderados: Luizinho Kanecão e Alessandra do Abrigo dos Anjos. Ambos dizendo que não pedem nada para si, mas para o povo, e não são atendidos.
 
Reação
Aparentemente, Alessandra dava uma resposta aos eleitores ativistas da causa animal, explicando as suas várias propostas ignoradas de melhorias para o setor. “Minha indignação maior é porque o cidadão ignora que não tendo o poder da caneta” – frisou.
 
Dívida
A vereadora anunciou dívida de R$ 40 mil com clínica veterinária por atendimento a cachorros machucados, muitos deles resgatados em via pública, enquanto a Prefeitura ignora os seus requerimentos.
 
Do plenário
Se a vereadora recorreu ao Instagram para fazer o seu desabafo, o colega Luizinho Kaneca optou por manifestar o seu descontentamento na sessão plenária de 2ª feira.
 
Marcou, mas...
Ele contou que esperou 15 dias por uma audiência com o secretário de Planejamento e ao chegar à secretaria foi informado que Carlos Alberto Delfino havia acabado e sair e não tinha hora para voltar.
 
Dois meses
Disse também que pela prefeita ele esperou 60 dias para apresentar um projeto. Depois da conversa, segundo ele, Elisa postou o assunto no Instagram e sequer o mencionou.
 
Excluído
Dizendo não ter dado importância ao esquecimento do seu nome, fez manifestação elogiosa na postagem da chefe do Executivo e teve o desprazer de ver seu comentário ser excluído da página, “não se sabe por quem e por que”, apesar de ter questionado.
 
Oposição
Tanto ele quanto Alessandra fizeram questão de dizer que não são contra Elisa. Luizinho chegou a ressaltar que a prefeita não tem oposição no Legislativo. “Governo ainda não sabe o que é ter oposição” – frisou.
 
Respeito
Samuel Pereira e Fernando Mendes se solidarizaram com Luizinho, que Fernando disse ter presenciado sendo destratado em uma reunião. Ambos acrescentaram que o Executivo precisa respeitar o Legislativo. Nenhum vereador defendeu o Executivo.
 
Filho de peixe...
Filho do advogado Jacob Estevam, o ainda estudante  Eduardo Jacob Vieira Estevam está aprovado no Exame de Ordem, tendo optado pelo tributário na 2ª fase. Formatura em Direito será no fim do ano.
 
Queda de braço
Enquanto as empresas de ônibus coletivo oferecem 5% de correção salarial, o sindicato que representa os motoristas pede que o aumento seja real (5% mais a inflamação acumulada de um ano).
 
Crime ou não?
De dez advogados uberabenses ouvidos pela coluna, sete entendem que o presidente Bolsonaro praticou um ou mais crimes em discurso e deslocamentos feitos no dia 7 de setembro.
 
O sim
Responderam que houve crime Públio Emílio Rocha, Roberta Toledo, Leuces Teixeira, Yves Cassius, Jacob Estevam, Geovane Soares e Yago Abrão. Todos fizeram alusão ao artigo 85 da CF e houve quem mencionasse improbidade decorrente das despesas de deslocamento.
 
O não
Para Gilberto Ferreira, Luís Novaes e Guilherme Árabe, o presidente não cometeu crime algum.
 
 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia