JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 14 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CEI da Vacina já identificou pelo menos dois crimes: peculato e omissão

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

31/05/2021 - 19:25:52. Última atualização: 01/06/2021 - 14:28:59.

Atualizada às 9h08 do dia 1º de junho

Desde a 2ª feira está submetido ao Jurídico do Legislativo o pedido de cassação da prefeita Elisa, formalizado pela cidadã Maria de Fátima Andreazzi na semana passada. Expectativa do presidente Ismar Marão é que o posicionamento dos advogados da Casa seja conhecido até amanhã para que possa decidir o encaminhamento a ser dado: arquivamento ou submissão ao plenário para a instauração ou não de processo.

Vereador Ismar Marão (PSD), presidente da Câmara Municipal de Uberaba

MEC leva uberabense
Secretário adjunto na administração Paulo Piau, o advogado Carlos Eduardo Nascimento recebeu convite para integrar a equipe do Ministério da Educação. O próprio ministro Milton Ribeiro fez o contato com Kadu, como é popularmente conhecido o também professor universitário. Uma reunião entre eles, em Brasília, selou o “sim”.

Ex-secretário-adjunto no governo Piau, Carlos Eduardo Nascimento vai integrar o MEC

Fim da CEI
E termina no sábado o prazo para que a CEI da Vacina conclua os seus trabalhos com a apresentação de relatório. Por ser fim de semana, a entrega oficial do documento com mais de 120 páginas ficará para segunda-feira. Depois de lido em plenário, os vereadores decidirão sobre as propostas apresentadas pelos integrantes da Comissão Especial. Há irregularidades constatadas.

Crimes
Dentre os crimes já identificados pela CEI da Vacina estão os de peculato e omissão. A sete chaves permanecem os nomes dos responsáveis por eles.

Desistência
Membros da comissão estão divididos quanto a ouvirem a prefeita. Há quem entenda que ela pouco ou nada acrescentaria ao que já identificaram.

Surpresa
CEI fez trabalho extra no sábado para ouvir testemunha (da Saúde) que se ofereceu de surpresa. Depoimento começou às 16h e só terminou à noite.

Quem está aí?
Como o depoimento foi tomado no salão nobre do Legislativo, as luzes acesas, à noite, atraíram PMs, que foram checar quem estava lá.

Um ou dois
No máximo dois depoimentos ainda podem ser ouvidos pela CEI, que já tem material suficiente para apresentar relatório detalhado de irregularidades.

Gráficos
Relatório, com possibilidades de ser lido em plenário no dia 7, estará ilustrado com inúmeros gráficos.

Bomba
Ação popular impetrada pelo advogado Sebastião Severino contra a Prefeitura tem manifestação da promotora Sandra Maria contra o que ele pretende.

Inadequada
Para ela, o instrumento é inadequado e deve ser indeferido.

Omissão
E nem há prova, segundo a promotora, de omissão grave ou mau gerenciamento do Executivo que implique em perigo concreto e atual à vida e à saúde dos uberabenses.

Divergências
Sandra Maria da Silva diz também que “a atuação estatal, seja para restringir ou flexibilizar medidas, enfrentará sempre posições críticas e inconformidades”.

Interferência
E que as medidas judiciais postuladas na Ação Popular interferem nas escolhas e prioridades da administração pública.

Juiz João Rodrigues é empossado no TJ

Desembargador
Mais um juiz uberabense passa a atuar no Tribunal de Justiça, como convocado: João Rodrigues dos Santos Neto, que passa a integrar a 9ª Vara Cível.

Titular
Em Uberaba, João Rodrigues responde pela Vara Empresarial, de Execuções Fiscais e de Registros Públicos.

Sinalização
Ao dar-lhe posse, o presidente do TJ, Gilson Soares, mencionou as qualidades do magistrado e disse esperar que em breve ele possa integrar definitivamente os quadros de desembargadores.

Promoção
Este mês sai a promoção a desembargador do juiz Ricardo Motta, da 1ª Vara Criminal.

Sequelas
Outro detalhe que a SMS tem deixado escapar nos seus levantamentos sobre a Covid: as vítimas fatais ou não resultantes das seqüelas no pós-doença.

Vacinados
Assim como continua não tabulando se os pacientes Covid-19 tinham outras comorbidades que são consideradas danosas para os contaminados.

Defesa
Suspeitos de irregularidades enquanto membros do Gaeco de Uberlândia, dois promotores daquela cidade se defendem junto ao CNMP.

Investigados
Conselho Nacional do Ministério Público avocou as investigações que eram conduzidas pela Procuradoria Geral de Justiça de Minas.

Sem detalhes
Defesa dos promotores foi protocolada na semana passada e não houve divulgação do conteúdo.

Consep
As denúncias envolvem o uso de recursos provenientes de acordos com investigados por crimes em Uberlândia e região, de recursos canalizados para Consep.

Na estrutura
Parte dos milhões de reais arrecadados teria sido usado na montagem de luxuoso escritório fora das instalações do MP, na estruturação do MP e na PM.

Apropriação
Denúncias não incluem apropriação indébita de recursos.

Causa animal
Vereadora Denise Max reclamando da existência de R$ 613 mil no orçamento para a causa animal sem qualquer ação concreta pela Prefeitura.

Testagem
Não foi apenas a iniciativa privada que não aderiu à testagem em massa pregada pela Prefeitura. Ela própria não a pratica.

Casa de ferreiro
Inúmeros casos de Covid-19 têm sido registrados no Centro Administrativo sem que os servidores passem por testagem preventiva.

Simples assim
Decreto antiCovid proíbe consumo de bebida alcoólica em espaço público, mas o que mais se vê são bares ocupando passeios e até canteiros centrais com mesas e cadeiras.

Infectologista
Comitê Técnico Covid continua sem infectologista. A inclusão do paulistano Francisco Cardoso não foi formalizada.

Regularização
Mais 74 moradores do Estrela da Vitória foram convocados pela COHAGRA dentro do processo de regularização de seus imóveis.

Ocupação
Dezenas de lotes particulares foram ocupados irregularmente na década de 90, exigindo exaustivas negociações conduzidas por Marcos Jamal até 2020.

Final feliz
Com a intermediação do Ministério Público houve um final feliz para o processo e já no ano passado o então presidente Ernani Neri começou as ações de adesão.

Reaproximação
Abraço trocado entre Elisa e Moacyr Lopes, em culto religioso realizado no centro administrativo, pode ter sido de reaproximação. Clima contribuiu.

Socorro!
Médico uberlandense foi denunciado por ex-funcionária como emitente de laudos falsos de comorbidade inexistente para pessoas se vacinarem contra Covid. Cobrando por isso.

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia