JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 18 de maio de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Decreto restritivo; expectativa de mudança fica para o Estado

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

30/04/2021 - 21:06:59. Última atualização: 01/05/2021 - 17:29:24.

Atualizada às 17h30 do dia 01 de maio de 2021

Dialogar para decretar 

Qualquer medida de flexibilização ou endurecimento das medidas restritivas continuará fruto de “um amplo debate com a sociedade” – afirmou há pouco a prefeita a FALANDO SÉRIO. Elisa desautorizou comentários de que os bares seriam beneficiados com uma nova flexibilização. “O setor entendeu que não é o momento” – explicou. Elisa também não substituirá o vice-prefeito no Comitê Estratégico publicado na sexta-feira. Mesmo ele dizendo que já saiu.

Atualizada às 16h15 do dia 01 de maio de 2021

A cor que virá

Pelo menos até 4ª feira a Prefeitura não deve alterar o decreto de medidas restritivas. A previsão de que isso ocorrerá já na 2ª feira foi descartada. O município aguardará manifestação do Estado, segundo a secretária de Governo explicou há pouco a FALANDO SÉRIO. Segundo Indiara Ferreira, “na quarta o Estado vai se posicionar”. Isso sinaliza a possibilidade de o Governo estadual, mais uma vez, interferir nas medidas restritivas de competência dos prefeitos. O que já havia sido feito ao criar a Onda Roxa, seguida por Uberaba, que, contudo, não aderiu ao “Minas Consciente”. A Onda Roxa é a mais restritiva de todas as já criadas pelo Estado.

Atualizada às 13h45 do dia 01 de maio de 2021

Recuo nas regras

O restabelecimento da Onda Roxa é uma das hipóteses em discussão neste fim de semana na Prefeitura e pode levar à publicação de um novo decreto já na segunda-feira. Durante a vigência daquela que foi considerada a mais restritiva das Ondas do Minas Consciente, chegou a ser registrada queda na taxa de transmissão da Covid-19 de 1,17 para 0,91 (91 novos infectados por 100 já positivos). Na Onda Roxa funcionam apenas os serviços essenciais. Os demais ficam submetidos a normas mais rígidas como atendimento apenas por delibery. Consultada, a secretária de Governo, Indiara Ferreira, disse não ter recebido nada oficialmente até àquele horário (13h). A prefeita, que estava em reunião na Secretaria de Saúde, não retornou a ligação. E a SeCom, por sua vez, disse que iria checar a informação.

Atualizada às 11h20 do dia 01 de maio de 2021

É para corrigir

As várias irregularidades urbanísticas constatadas pelo Ministério Público no Conjunto Uberaba 1, criado no início da década de 90, devem ser corrigidas pelos empreendedores, Prefeitura, Cemig e CODAU. A decisão é da juíza Régia Ferreira, que deu prazo de 90 dias para que os responsáveis apresentem projeto técnico e cronograma de execução de obras de infraestrutura.

Obras insuficientes

Na ação proposta, o promotor Carlos Valera apontou, a partir de laudos, irregularidades nos sistemas de iluminação pública e de drenagem nas galerias de águas pluviais. A juíza Régia Ferreira não acolheu os argumentos dos órgãos envolvidos e de duas empresas de engenharia de que não houve falha ou omissão na execução do projeto de criação do conjunto. Prevaleceu a denúncia que a impermeabilidade do solo e as galerias para escoar as águas foram insuficientes para as necessidades dos moradores. São necessárias galerias auxiliares – apontou o MP. Ainda cabe recurso ao TJ.

Saída do vice repercute

Repercute intensamente a saída voluntária do vice-prefeito do Comitê Estratégico de Enfrentamento à Covid-19, revelada pela coluna na noite desta 6ª feira. O próprio Moacyr Lopes confirmou ter deixado o grupo até que seja tomada “uma atitude extrema contra a Covid”. Manifestação que, quanto às restrições, coloca o vice em flagrante desentendimento com a prefeita Elisa, pois cabe a ela a palavra final sobre a adoção das regras de enfrentamento ao vírus.

Comitê é republicado

Republicado por incorreção o decreto que designada membros para os Comitês Estratégico, Técnico e Operacional. Na anterior, a enfermeira Sybelle de Souza Castro havia figurado como médica epidemiologista. Nova publicação mantém o vice-prefeito como integrante do Comitê Estratégico (de dois membros, ele e a prefeita), quando ele já havia anunciado ter saído do grupo no domingo. Com a recomposição do comitês desapareceu o grupo de “suporte técnico”, que era dado por diretoras da SMS.

Previsões sombrias

Não apenas a matemática Michelle Maldonado, do Observatório Covid da UFTM, tem feito projeções sombrias para as próximas semanas. Pelo menos uma empresa em Uberaba tem equipe de avaliação de dados, integrada por profissionais qualificados. E arrisca que a “terceira onda” da Covid matará cerca de 130 pessoas somente em maio.

Números assustadores

Entre 1º de janeiro a 30 de abril, a Covid matou 527 uberabenses (e ainda houve óbitos de moradores da região também acudidos no Hospital Regional). Média de 4,4 mortes/dia. Na sexta-feira foram 14 as vítimas fatais. São 14,1 mil casos positivos no período, dos quais 9,4 mil pacientes se recuperaram. Existem 4,1 mil ativos, cerca de 4 mil em casa.

Mais um parklet

 

Prefeitura abriu edital para permitir a empresário a implantação de mais um parklet em Uberaba; na rua Rodolfo Machado Borges, no Bairro São Benedito. Vistas ao processo e eventuais manifestações de interesse ou contrariedade têm prazo de quinze dias.

Atualizada às 23h do dia 30 de abril de 2021

VICE DEIXA COMITÊ
Insatisfeito com as medidas restritivas até aqui adotadas, o vice-prefeito deixa o Comitê Estratégico nomeado pela chefe do Executivo. Moacyr Lopes diz que somente retornará ao grupo de trabalho “mediante (adoção de) uma medida extrema contra a Covid”. Ele sequer deu sua concordância para figurar no Comitê nomeado por Elisa na última quarta-feira. “Estou fora desde domingo” – afirmou.

Sem ambulância
A única Unidade de Suporte Avançado do SAMU, de plantão, deve ser desativada à 1h deste sábado por falta de médico.

Jogo duro
Chefe do Departamento da PC sediado em Uberaba está instruindo seus delegados para que tenham sempre ao fácil acesso a lista dos criminosos contumazes. Felipe Colombari quer que o histórico de cada um seja levado em consideração na fixação de fiança ou decretação de prisão preventiva. 

Intregração
Com carreira meteórica, o policial, que a iniciou em Conquista e Uberaba sob o comando de Cylton Brandão, já solicitou a listagem feita pela PM a partir de Reds.
 
Extinção
Com a iminente extinção das três AISPs ainda em funcionamento, Colombari pretende transformar o da Guilherme Ferreira em uma delegacia central. Contando com delegados, investigadores e escrivães, essa delegacia concentrará os inquéritos com autores identificados.
 
Novo modelo
Com a criação das bases comunitárias, no Governo Pimentel, as AISPs perderam a essência que levou à sua implantação na gestão Anastasia. Polícia Militar e Polícia Civil não têm efetivo suficiente para a permanência nas quatro então criadas. A AISP Boa Vista já foi fechada, a Abadia e a Olinda estão a caminho. Os prédios pertencem à Prefeitura, foram cedidos em comodato ao Estado e agora a ela serão devolvidos.
 
Nove mil internações
A Covid-19 tem pressionado a rede hospitalar há meses, como mostra levantamento de internações feito pela coluna. Em seis meses, entre agosto de 2020 e fevereiro deste ano, o SUS bancou 9 mil 217 internações hospitalares em Uberaba. As doenças que mais levaram pacientes à internação foram as neoplasias com 1 mil 54 registros e as do aparelho circulatório com 1 mil 21.
 
Covid interna mais
Em apenas quatro meses deste ano, e tão somente no Hospital Regional, a Covid-19 provocou a internação de 1 mil 459 pessoas (405 mais que os tumores em toda a rede e em seis meses).
 
Até tu?
Toda a bancada do MDB no Legislativo votou pela aprovação das contas de 2005 do então prefeito Anderson Adauto. Questões meramente políticas foram ignoradas. A questão levantada pelo TCE e submetida aos vereadores é exclusivamente técnica e por isso deu um nó em alguns, percebido pelo experiente ex-prefeito.
 
Para poucos
Pisando em ovos, pois ainda dependia de votos naquele momento, Anderson arriscou compreender as dificuldades da turma analisar o caso. De cima dos seus 18 anos de Parlamento, frisou: “Não desmerecendo(...) mas se encontrei dificuldades no entendimento do assunto, imagino um grupo de vereadores novatos”. Verdade é que em apreciação de contas de chefe de Executivo no Legislativo, a técnica quase sempre cede lugar ao julgamento meramente político.
 
Sei não...!
Vereadores da CEI e seus colaboradores estão com as atenções voltadas para a Central de Vacina. A qualquer momento a busca de dados chegará lá.
 
Como assim?
Decreto de reconstrução dos comitês de enfrentamento à Covid saiu com erro: anunciada como médica, Sybelle de Souza Castro é enfermeira epidemiologista. Grupo ganhou nova roupagem, reunindo três comitês, de atribuições não detalhadas, mas somente a prefeita e o seu vice são do Comitê Estratégico. Já o Comitê Operacional, em que figura o titular da SDS, que concentra a fiscalização, foi engrossado com a secretária de Comunicação e representante da Câmara.
 
Tempo bem utilizado
Celso Neto quer que a Câmara dedique mais tempo às atividades legislativas e menos às discussões de proposições, sugestões e requisições ao Executivo. Diz o vereador ser inadmissível o Legislativo reservar sessão ao chamado Grande Expediente, destinado a votação de atas, requerimentos e indicações. Em projeto apresentado, ele propõe que toda sessão tenha 1h de GP, a votação de projetos outras 2h30, ficando 30 minutos para a leitura das correspondências.
 
Sem lockdown
Em conversa virtual com o Grupo Observatório Político, Elisa praticamente descartou a adoção de lockdown em Uberaba para conter a Covid-19. Segundo ela, é difícil determinar a medida quando se leva em consideração os aspectos econômicos.
 
Monitoramento em tempo integral
Um dos membros do Observatório, o ex-superintendente de Saúde Ivan José da Silva sugeriu à prefeita a criação de uma “sala de situação” para monitorar a Covid-19. Dessa sala, profissionais fariam o acompanhamento dos dados e outras informações 24h/dia, fornecendo bases para o planejamento de ações.
 
Nada de novo
Na página da Prefeitura na Internet, área reservada à Covid reúne trinta e seis publicações denominadas “sala de situação”, com todos os indicadores do avanço da doença em Uberaba e sua região. A última publicação é de 23 de dezembro do ano passado, apesar de estar escrito que o material produzido pelo Comitê  Técnico e Científico “será periodicamente atualizado”. 
 
Mais um dia para esquecer
Quatorze mortos e 189 novos pacientes em 24 horas. Números do boletim epidemiológico desta 6ª feira, indicando outros dois casos de óbitos sob suspeita.

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia