JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 31 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Cidade perde mais de mil postos de trabalho no mês de dezembro

Com o resultado negativo após a entrada em vigor da Reforma Trabalhista, cidade fecha o ano com saldo negativo; no País, mais de 328 mil vagas foram fechadas

- Por Thassiana Macedo Última atualização: 27/01/2018 - 08:46:28.

Após perder 12 mil empregos formais em novembro, logo após a entrada em vigor da reforma trabalhista, em dezembro de 2017 o país registrou o fechamento de mais 328 mil postos. O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revela ainda que Uberaba também voltou a apresentar desempenho negativo na geração de empregos. Enquanto em novembro de 2017, o município registrou a abertura de 143 postos, em dezembro Uberaba fechou 1.057 vagas de emprego com carteira assinada. No acumulado de janeiro a dezembro de 2017, o saldo também foi negativo, com a perda de 229 empregos formais na cidade.

A indústria de transformação, que abriu 22 vagas em novembro, admitiu no mês de dezembro 349 operários, mas demitiu 862, o que resultou no fechamento de 513 postos de trabalho nas fábricas de Uberaba. O setor que também puxou para baixo o desempenho do município foi a construção civil.

Os empreendimentos imobiliários do município voltaram a apresentar saldo negativo. As construtoras uberabenses contrataram 227 trabalhadores e desligaram 487 empregados, o que resultou no encerramento de 260 vagas com carteira assinada, contra 64 vagas fechadas no mês anterior.

Seguindo a mesma tendência de queda na empregabilidade, o setor de serviços, que vinha mantendo números positivos ao longo de 2017, admitiu 865 profissionais e desligou, 1.063. Esse quadro resultou no fechamento de 198 vagas de emprego formal na cidade. Os empreendimentos agropecuários que apresentaram leve recuperação em 2017, voltaram a registrar queda no número de vagas abertas. O setor contratou 463 trabalhadores rurais, mas demitiu 601, encerrando 138 postos.

Já o setor de extrativismo mineral contratou um funcionário e demitiu oito trabalhadores, o que resultou no fechamento de sete postos formais de emprego. Empresas voltadas para o serviço industrial de utilidade pública encerraram o mês de dezembro com saldo zerado de emprego, tendo admitido dois funcionários e demitido outros dois, enquanto a administração pública não contratou e demitiu um servidor.

Por outro lado, o único setor que apresentou saldo positivo no último mês de 2017 foi o comércio. Certamente as vendas do Natal alavancaram o bom desempenho do setor na cidade. Depois de apresentar baixo desempenho vários meses seguidos, os estabelecimentos comerciais ganharam força em outubro, novembro e dezembro. No último mês do ano, o setor contratou 825 funcionários com carteira e demitiu 765, o que resultou na abertura de 60 postos em Uberaba.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia