JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 11 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Continua depois da publicidade



Funepu pede que Polícia Civil apure atestados falsos em nome das UPAs

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

06/08/2022 - 00:00:00. - Por Tito Teixeira

Dos quatro médicos que tiveram seus nomes usados na falsificação dos documentos, apenas dois são plantonistas nas UPAs (Foto/ArquivoJM)

A Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu) protocolou junto à Polícia Civil requerimento para instauração de inquérito policial a fim de investigar possível falsificação de atestados médicos utilizando o nome das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Fundação e de médicos que prestam atendimento nas UPAs.

Segundo a assessoria de imprensa da Funepu, o caso chegou ao conhecimento da fundação após o recebimento de um pedido de verificação de autenticidade de atestados médicos por parte de uma rede de supermercados da cidade, na última semana de julho.

A Funepu teria identificado sete atestados falsificados em nome de três funcionários. Dos quatro médicos que tiveram seus nomes usados na falsificação dos documentos, apenas dois são plantonistas nas UPAs, mas, no entanto, não estavam em atendimento no dia e horário descritos nos documentos.

Conforme a assessoria jurídica da Funepu, o pedido protocolado visa resguardar a Fundação. O requerimento solicita ainda providências quanto às falsificações, considerando que elas podem ser enquadradas em pelo menos dois crimes pela Legislação Penal Brasileira. A lista inclui o crime de falsificação de documento público e o uso de documento falso.

A Funepu informou ainda que o sistema antifraude para checagem de atestados médicos das UPAs, em funcionamento há dois anos, permitiu a apuração ágil, identificando que se tratavam de atestados falsos. O documento, que utiliza a tecnologia de QR Code, foi desenvolvido pela equipe de TI da Funepu, permitindo checar a autenticidade tanto para as empresas quanto aos próprios empregadores.

A proposta surgiu a partir da necessidade de oferecer mais segurança durante a emissão dos atestados, justamente pela crescente demanda de atendimentos nas UPAs nos últimos anos.
 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar