JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 10 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Continua depois da publicidade



Litro do leite pode alcançar quase R$ 11 em Uberaba

Descontrole da cadeia do leite causa paralisação temporária na produção

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

30/06/2022 - 10:57:44. - Por Letícia Marra Última atualização: 30/06/2022 - 10:58:41.

Com quase R$ 7 o litro do leite em Uberaba, delegado da Associação dos Produtores de Leite no Triângulo, Luiz Carlos Saad, diz que a tendência é que o preço suba ainda mais. Saad explicou que esse é o movimento para tentar recuperar o custo da produção do produto no país, prejudicado por um descontrole na cadeia de fabricação.

“São vários fatores que contribuíram, como o aumento do custo da tecnologia, aumento do diesel, falta de insumos, mão-de-obra… tudo impactou nesse descontrole e aumentou o custo da produção de leite”, informou o delegado.

No último fim de semana, os preços do leite sofreram aumentos entre 10% e 25%, dependendo do tipo e da marca. Com a falta do produto no mercado, a tendência é que aumente o preço ou que os produtos sumam das prateleiras.

Segundo Saad, a tendência é que haja alta do preço para os produtores, de R$ 2,80 a R$ 3,50 por litro, dependendo da classificação da qualidade. Esse aumento, consequentemente, vai impactar no bolso do consumidor final. “Farelo de soja, milho e outros insumos tiveram significativos aumentos e é inevitável o repasse até ao nível do consumidor”, argumenta Luiz Carlos.

De acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de junho, considerado a prévia da inflação oficial do país, o aumento no preço do leite começou a ser registrado de fevereiro para março, chegando a 12,21% em abril. Em junho, foi registrado, até a data, 3,45%. Já no campo, o preço do leite captado em abril deste ano e pago aos produtores em maio subiu 4,4% frente ao mês anterior. Em relação a maio do ano passado, o aumento é de 11,8%, .

Na última semana, o maior laticínio do País, o Bela Vista, detentor da marca Piracanjuba, anunciou oficialmente a redução das suas atividades, diante da falta de leite em todo o Rio Grande do Sul.

Vale lembrar que Uberaba já foi polo produtor de leite, entre os mais relevantes do país. Para Saad, não há possibilidade de voltar a ser um polo, porque falta incentivo, mas com investimentos pode se tornar um núcleo bom para pequenos produtores. Hoje, o Laticínio Taquari, de Santa Juliana, é o principal produtor leiteiro de Uberaba.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar