JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 11 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Continua depois da publicidade



Após 20 anos de sua morte, Chico Xavier é uma das principais referências da cidade

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

30/06/2022 - 00:00:00.

Em 30 de junho de 2002, a alegria explodia em todo o Brasil. Ronaldo e companhia haviam detonado pela manhã a Alemanha e conquistado o pentacampeonato mundial de futebol. Mas, em meio à alegria, uma notícia urgente (e triste) interrompeu a cobertura da festa nas emissoras de rádio e TV: Francisco Cândido Xavier acabara de morrer após parada cardiorrespiratória, aos 92 anos, em sua casa em Uberaba. Estima-se que 120 mil pessoas tenham participado de seu velório.

Se você não acredita em vida após a morte, vai se surpreender como o médium Chico Xavier continua vivo na memória dos brasileiros. São duas décadas de ausência física, mas de exposição espantosa. A data da morte do médium passou a impulsionar uma extensa programação sobre a doutrina espírita.

De origem humilde, o homem de Pedro Leopoldo/MG tornou-se mundialmente conhecido por sua obra espírita e pela atenção e carinho dispensados a todos os que o procuravam em busca de auxílio espiritual, na Casa da Prece, em Uberaba.

Nessa época, teve início a famosa peregrinação. Aos sábados, saindo da “Comunhão Espírita-Cristã”, o médium visitava alguns lares carentes, levando-lhes a alegria de sua presença amiga, acompanhado por grande número de pessoas. A cidade de Uberaba transformou-se em um polo de atração de inúmeros visitantes das mais variadas regiões do Brasil e até mesmo do exterior.

Chico psicografou 451 livros, que reproduziam o que os espíritos lhe transmitiam. Seus livros foram traduzidos para vários idiomas. Psicografou várias cartas de mortos para suas famílias. Os direitos autorais de seus livros publicados eram cedidos gratuitamente às editoras espíritas e, desde os anos 70, Chico ajudava as pessoas necessitadas.

Ele foi cognominado pela comunidade espírita como “O Consolador”.

No ano de 2000, Chico foi escolhido “O Mineiro do Século” e o Governo do Estado de Minas Gerais instituiu a “Comenda da Paz Chico Xavier”, outorgada anualmente a pessoas ou entidades que trabalham pela paz.


Algumas obras psicografadas por Chico Xavier Ano
“Crônicas de Além-Túmulo” 1937
“Emmanuel” 1938
“Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” 1938
“A Caminho da Luz” - Emmanuel 1938
“Há Dois Mil Anos” - Emmanuel 1939
“Cinquenta Anos Depois” - Emmanuel 1940

“O Consolador” - Emmanuel 1941
“Paulo e Estevão” - Emmanuel 1942
“Nosso Lar” 1944
“Missionários da Luz” 1945
“Ação e Reação” 1957
“A Caminho da Luz” 1961
“Companheiro” - Emmanuel 1977
“Retratos da Vida” 1985
“Queda e Ascensão da Casa dos Benefícios” 1991
“Escada de Luz” - Espíritos Diversos 1999

 


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar