JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 02 de julho de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Continua depois da publicidade



Girolando estima que a 17ª Megaleite teve faturamento de R$ 200 milhões

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

22/06/2022 - 00:00:00. - Por Tito Teixeira

Foto/Divulgação

Megaleite aconteceu em Belo Horizonte e a movimentação financeira este ano superou em quase 10 vezes a última edição presencial da feira

A 17ª edição da Megaleite (Exposição Brasileira do Agronegócio do Leite) terminou com faturamento estimado de R$200 milhões, contra R$30 milhões de 2019 (ano da última edição presencial), segundo informações da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, organizadora da exposição, que acontece em Belo Horizonte, apesar da sede da entidade estar em Uberaba.

Desse montante, mais de R$8 milhões são provenientes da comercialização de bovinos nos oito leilões e dois shoppings, contra cerca de R$4 milhões da edição anterior. A Caixa Econômica Federal, que realizou 289 atendimentos ao longo da feira, prospecta R$103 milhões em propostas ligadas às linhas de crédito rural, como Pronaf e Pronamp.

Com a presença de estrangeiros de sete países, a Megaleite foi palco do anúncio do Projeto Internacional de Certificação da raça, que será conduzido pela Associação de Girolando, permitindo que exemplares nascidos em outros países sejam certificados. A primeira ação deve ocorrer nos Estados Unidos, ainda este ano.

No total, a Megaleite recebeu público de cerca de 70 mil pessoas, incluindo de países como Bolívia, Colômbia, Equador, Itália, México, Nicarágua e Venezuela.

Para quem aprecia produtos artesanais derivados do leite, a novidade do evento foi o Concurso de Queijo dos Núcleos, que reuniu sete queijos de Minas Gerais e do Rio Grande do Norte. O público da feira pôde degustar e votar no queijo preferido e o mais votado foi o “Barões da Mantiqueira”, produzido em Itanhandu/MG, na Serra da Mantiqueira.

A Fazenda Barões da Mantiqueira é de propriedade da família do criador Bruno Scarpa. O queijo é maturado 120 dias, em prateleiras de madeira. “De acordo com o clima da nossa região e as formas de prensagem, conseguimos garantir a identidade do nosso produto”, esclarece. O Concurso de Queijo foi organizado pela Girolando, em parceria com os Núcleos de Criadores de Girolando de várias regiões do país.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar