JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 14 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

População reclama de serviços do Codau

Prestação do serviço de distribuição de água em Uberaba tem provocado insatisfação entre usuários em vários pontos

Última atualização: 24/01/2010 - 18:49:22.

Prestação do serviço de distribuição de água em Uberaba tem provocado insatisfação entre usuários em vários pontos da cidade. Desde obras inacabadas a vazamento em tubulações, os problemas são frequentes e vêm gerando reclamações que são enviadas diariamente à redação do Jornal da Manhã.

Para o advogado Leandro Correa Ribeiro, todos os transtornos decorrentes das atividades do Codau são resultantes de “um serviço público de péssima qualidade”. De acordo com ele, há alguns meses, obra da autarquia na rua Dona Maria Bassoto Rosseti foi precariamente finalizada e, devido às fortes chuvas dos últimos meses, resultou na formação de dois buracos que, praticamente, ocupam todo o espaço da rua, chegando a impedir o trânsito. “Tanto a Prefeitura quanto o Codau não tomam nenhuma providência e, possivelmente, colocarão a culpa na chuva mesmo”, reclama o advogado.

Em outro ponto da cidade, no bairro Uberaba I, o leitor Nelson José Rodrigues, denuncia situação já veiculada anteriormente pelo JM. Segundo ele, o aumento de consumo registrado, quando da instalação de novos hidrômetros, deve-se ao fato da injeção de ar na tubulação que, de acordo com ele, faz com que os marcadores rodem mais rápido. “A população não tem como vigiar e os ponteiros rodam bem mais rápido.
No Uberaba I, por exemplo, a água acaba e só volta por volta das 02h30, neste horário tem alguém acordado para olhar o hidrômetro”, questiona o leitor.

Assessoria do Codau respondeu que o problema na rua Dona Maria Bassoto Rosseti não é responsabilidade do Codau e a erosão no asfalto foi causada por água pluvial. Em relação à substituição dos hidrômetros, afirmou que os proprietários que tinham em seus imóveis hidrômetros antigos, que não registravam corretamente o consumo, não tinham real noção sobre o que era gasto mensalmente. Além disso, informações do Codau pontuam que a entrada de ar na tubulação não é provável. Na dúvida, o consumidor pode solicitar aferição do hidrômetro e presenciar o trabalho.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia