JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 04 de março de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Cerca de 75 empresas aguardam liberação de terrenos nos distritos industriais de Uberaba

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

23/02/2021 - 00:00:00. - Por Raiane Duarte

A instalação de novas empresas em Uberaba anda a passos acelerados. Segundo revelou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Rui Ramos, em entrevista à Rádio JM. Conforme o chefe da pasta há pelo menos 75 empresas, grande maioria de médio porte, na fila à espera de terreno em distrito industrial para iniciar atividades na cidade.

O número é em suma maioria para empresas que serão implantadas e não ampliadas. Ainda conforme Ramos, a nova gestão recebeu documentos confidenciais da administração Paulo Piau, com protocolos de iniciação, que é o documento inicial do processo. Ele pontuou que há necessidade da formalização real da proposta e de uma série de desdobramentos burocráticos posteriores.

"É um programa de incentivo, a empresa apresenta um projeto e define o tamanho do terreno que ela pretende, se é por exemplo de 1, 2, 5 ou 10 mil metros quadrados, conforme função do tipo da indústria. A gente busca o terreno nos distritos e aí ela protocola a documentação necessária, passa por toda uma análise, depois vai ser sacramentado pelo Conselho de Desenvolvimento e depois pela Câmara. A partir daí e dependendo do que ela vai investir e quantos empregos vai gerar ela tem um prazo para fazer esse empreendimento e realizá-lo e aí terá os benefícios, inclusive quanto irá pagar pelo terreno da prefeitura se será 20%, 50% ou 100%”, explicou o secretário.

Rui Ramos ainda traça um panorama sobre a situação atual dos distritos e confirma que atualmente há dificuldade por falta de área. Contudo, existem o Distrito Industrial 4 e o mini-distrito do Alfredo Freire que estão em desenvolvimento. O secretário afirma que estão trabalhando para concluí-los e para acelerar as licitações e obras, para posteriormente ceder os terrenos. Há ainda a questão das retomadas, pois algumas empresas conseguem os terrenos, mas não finalizam os projetos, logo o espaço retorna para a prefeitura.

Cibra

A Cibra Fertilizantes anunciou recentemente o investimento de R$ 55 milhões em Uberaba. Sediada em Salvador (BA) e controlada pelo grupo americano Omimex, a Cibra assinou um acordo para a aquisição da fábrica de Fertilizantes Heringer instalada no Distrito Industrial III. O protocolo de intenções foi firmado por Celso Rocha Alves Júnior, representante do Grupo Cibrafértil - Cibra Fertilizantes, no final do governo Paulo Piau, em caráter sigiloso. Com a compra, a Cibra pretende aumentar sua produção para 2,5 milhões de toneladas de adubos até 2025. O plano da empresa prevê investimentos da ordem de R$ 400 milhões no Brasil, nos próximos 5 anos, e a unidade em Uberaba deve gerar até 200 vagas de trabalho.

Prédio Cia Têxtil

Outra instalação que vem repercutindo é a da ZZL Participações S/A, que iria ocupar o antigo prédio da Cia Têxtil. No final de 2020, o projeto estava encaminhado, contudo foi afetado pela morte do chinês Chao Em Ming, que comandava a empresa. Ainda na entrevista, o secretário Rui Ramos informou que está mantendo contato com sucessores, porém ainda não pode anunciar mais informações. “Prefiro não me aprofundar em detalhes, mas estamos mantendo contato e em um momento oportuno iremos divulgar”.

Conforme informações apuradas pela coluna Alternativa, reverbera extraoficialmente que a família do chinês não tem interesse em levar adiante o empreendimento no terreno da Têxtil.

 

 

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia