JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 26 de fevereiro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Cursinho pré-vestibular gratuito será instalado em Uberaba; iniciativa faz parte do projeto Educafro

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

22/02/2021 - 00:00:00. - Por Raiane Duarte

Foto/Divulgação/Educafro 

 

O projeto de educação foi criado no país há 40 anos e visa incluir jovens de periferias em universidades  

Com intuito de proporcionar ensino de qualidade para jovens das periferias de Uberaba, está sendo instalado na cidade um cursinho pré-vestibular gratuito. A iniciativa faz parte da Educafro, associação brasileira que trabalha com a inclusão da população negra, em especial e, pobre em geral, nas universidades públicas e particulares com bolsa de estudos, através do serviço de seus voluntários e dos núcleos de pré-vestibular comunitários.

A Educafro está no Brasil há 40 anos e há 20 em Minas Gerais. A idealizadora em Uberaba é a professora Mariana Costa: “A ideia de trazer a Educafro surgiu de um desejo meu muito antigo, de quando ganhei uma bolsa para estudar em uma escola particular. A diversidade cultural e o método educacional eram fantásticos e depois que terminei a faculdade tive a oportunidade de dar aula nesse mesmo colégio. Eu sabia que precisava levar isso ao meu povo, à minha raiz”, explicou.

O programa ainda não foi iniciado no município, no momento estão sendo finalizados alguns acertos com a orientação de Belo Horizonte. “Com a pandemia está mais devagar, mas caminhando sempre”, completou Mariana. Quanto ao funcionamento, o curso terá um quadro de voluntários composto por um ou dois professores por matéria, de acordo com a necessidade de fragmentar para melhor entendimento do aluno. “Em Uberaba a equipe irá contar com aproximadamente 20 voluntários e nossa expectativa é de atender 100 estudantes no mínimo”. 

Inicialmente as aulas serão virtuais, por causa das medidas de biossegurança. Posteriormente será habilitado o modelo híbrido e por fim presencial. “Queremos sim o espaço físico, até porque o rendimento do aluno melhora muito com este contato. Quanto ao local ainda não temos nada definido, o monsenhor Valmir da Catedral Metropolitana de Uberaba nos doou dois dias nas salas da escola paroquial, o que já irá nos permitir o trabalho híbrido assim que for seguro, mas tenho fé e certeza que mais portas vão se abrir”, explicou Mariana. 

A professora reconhece que um dos maiores entraves hoje é o financeiro. “Uberaba é uma cidade cara para o salário do seu povo, nossos professores e equipe pedagógica estão doando seu trabalho, mas muitos professores têm gasto com combustível ou transporte público e como iremos fazer? Também temos em mente que para atender várias turmas precisaremos oferecer o mínimo aos voluntários, como alguma alimentação, água e material de higiene, já que estaremos em dois turnos”. 

A proposta se baseia fundamentalmente em não cobrar dos alunos e para arrecadar fundos para todo esse processo, o projeto conta também com a ajuda da população. “Também teremos nossa lojinha, onde venderemos camisetas, máscaras, agendas personalizadas e afins”. Para quem quiser colaborar com o projeto, os dados são: 

Conta

Mariana Santos da Costa 

Itaú 

Agência: 0321 Conta corrente: 81136-6

CPF: 057764596-05

Pix Itau 

05776459605

Celular ou wpp 

34 98877-9773

Instagram 

@coletivo_aspretas


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia