JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 04 de março de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Cemig ouve reivindicações dos moradores de Peirópolis e empresários do Distrito II

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

21/01/2021 - 15:19:12. Última atualização: 21/01/2021 - 15:35:31.

Com o intuito de resolver o problema frequente de queda de energia em Peirópolis, uma reunião foi realizada nesta quarta-feira (20), no bairro rural. Participaram os representantes da Associação dos Amigos do Sítio Paleontológico de Peirópolis, empresários do Distrito Industrial II e a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e o vice-prefeito, Moacyr Lopes. O encontro, realizado na Prefeitura de Uberaba, apresentou prazo para as soluções dos problemas apresentados.

Os empresários e integrantes da Associação dos Amigos do Sítio Paleontológico de Peirópolis, Alexandre Pereira e Marcelo Menezes Rezende, relataram constante queda de energia, principalmente em dias de chuva e ventos fortes. A situação tem afetado moradores e empresários da região.

“Os galhos estão interferindo na rede, que desarma, e o pessoal fica sem energia. Vamos fazer contato com a Secretaria de Serviços Urbanos e Obras, a Sesurb, para que haja uma manutenção geral nas árvores. Solicitamos também que o tempo de atendimento na zona rural seja o mesmo da zona urbana", explica o vice-prefeito.

O engenheiro de Comercialização de Energia da Cemig, Valter Hugo Vieira Faria, afirmou que será realizado um estudo e, no prazo médio de sete dias, darão retorno.  "Vamos verificar a situação da rede, se essas interrupções estão dentro do limite definido pela Agência Nacional de Energia Elétrica. A falta de energia elétrica é inerente ao sistema elétrico, mas tem que ser dentro dos limites que a agência reguladora determina", enfatizou Valter.

O representante da Cemig também ouviu a demanda dos empresários do Distrito Industrial II.  A queixa é a demora e o alto custo para a instalação de rede de energia que atenda a demanda das indústrias. O empresário Pablo Giovanne Marques, responsável pela empresa MPI Manutenção e Projetos Industriais, relatou que há dois anos espera a resolução da Cemig.

O grupo, formado por seis indústrias do Distrito Industrial II, fará o pedido junto à Cemig para a redução do custo de instalação da rede. “Se eles concordarem com o valor repassado pela Cemig, nós vamos abrir um protocolo para solicitar a redução do prazo de instalação e, assim, atendê-los o mais breve possível, uma vez que essas empresas são portas de geração de empregos e rendas para a nossa cidade”, afirma o vice-prefeito, Moacyr Lopes.

O engenheiro da Cemig afirmou que vão trabalhar para que a demanda seja realizada no menor prazo possível. “São novas empresas que estão se instalando no Distrito Industrial e a Cemig fará a análise do pedido para que haja um compartilhamento dos custos e redução de tempo”, avalia Valter Hugo.

Também participaram da reunião o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Rui Gomes Nogueira Ramos; o proprietário da empresa Fenox, Guilherme de Sousa e o representante da empresa Prymax, Márcio Pereira Campos.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia