JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Funcionários dos Correios decidem pelo retorno ao trabalho em Uberaba

24/09/2020 - 00:00:00. - Por Daniela Brito Última atualização: 24/09/2020 - 07:41:40.


ARQUIVO


Paralisação teve início no dia 17 de agosto e na segunda-feira (21), o TST julgou a ação do dissídio coletivo

Após 35 dias de greve, trabalhadores dos Correios decidiram pelo retorno ao trabalho em Uberaba. A decisão foi tomada em assembleia geral realizada na noite de terça-feira (22) pelo Sintect-URA (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, Telégrafos e Similares de Uberaba e Região). A deliberação acompanha a recomendação da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect).

O presidente do Sindect-URA Antônio Manuel Mendes, assegurou à reportagem do Jornal da Manhã, que cada um dos 26 sindicatos de toda categoria possui autonomia para a tomada de decisão sobre manter ou não o movimento grevista. Com isso, nesta quarta-feira (23), os funcionários retomaram as atividades em Uberaba.

A paralisação teve início no dia 17 de agosto e na segunda-feira (21), o Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgou a ação do dissídio coletivo, que determinou o fim da greve. No julgamento, o órgão manteve apenas 20 cláusulas previstas do acordo coletivo assinado com a categoria, como a que prevê o reajuste de 2,6%. No entanto, o TST retirou outras 70 cláusulas que preveem outros direitos, como adicional de risco, licença-maternidade, indenização por morte, auxílio-creche, entre outros benefícios. A correção salarial pretendida pelos funcionários era de 5,6%. Além disso, a multa pelo descumprimento da determinação de volta ao trabalho é de R$100 mil por dia. 

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia