JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 13 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Professores do "José Ferreira" decidem em assembleia pelo estado de greve

24/05/2020 - 00:00:00. - Por Daniela Brito

Por unanimidade, professores das escolas mantidas pela Rede Cnec (Campanha Nacional das Escolas da Comunidade) aprovaram estado de greve em Minas Gerais. A decisão foi adotada em assembleia geral, realizada sexta-feira (22) pelo Sindicato dos Professores de Minas Gerais (Sinpro-MG).

De acordo com o diretor em Uberaba, Marcos Gennari, o estado de greve significa a última oportunidade para que a mantenedora pague as diferenças nos salários dos meses de março e abril. Ainda segundo ele, os professores da unidade escolar em Uberaba, Colégio Doutor José Ferreira, participaram da assembleia geral, aprovando a medida em conjunto com os demais profissionais da Rede Cnec.

Ainda segundo ele, qualquer negociação junto à mantenedora será feita até a regularização dos pagamentos pela Rede Cnec. “Todos os professores estarão abertos a qualquer outra negociação que a mantenedora insiste em fazer após receberem o mais elementar de todos os direitos de qualquer trabalhador, os salários integrais”, diz o sindicalista. (DB)

Rede Cnec demite funcionários para garantir a sustentabilidade financeira

Em nota, a Rede Cnec informa que houve reestruturação no quadro de colaboradores no complexo educacional de Uberaba. Segundo o texto, a medida, apesar de dolorosa, foi necessária e urgente para garantir a sustentabilidade financeira e operacional dos serviços e produtos oferecidos pela rede, que, “assim como as demais instituições privadas do país, tem atuado para mitigar os efeitos devastadores e sem precedentes causados pela pandemia do novo coronavírus”.

Ainda em nota, a mantenedora informa que “está em negociação constante com os sindicatos de classe para viabilizar uma solução que atenda a todos e que priorize a manutenção dos serviços educacionais prestados, bem como o maior número possível de postos de trabalho”. A Rede Cnec também informa que tem aplicado todos os esforços para regularizar o mais rápido possível as questões trabalhistas resultantes dos desligamentos. 
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia