JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Sem acordo no TRT, servidores dos Correios mantêm estado de greve

A categoria segue em estado de greve e pode paralisar se não houver entendimento até o dia 31 deste mês

13/08/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 13/08/2019 - 18:23:12.

Após uma primeira rodada de negociações frustrada e com proposta inviável, o Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e Similares de Uberaba e Região (Sintect-URA) aguarda nova oferta de acordo nos próximos dias. A categoria segue em estado de greve e pode paralisar se não houver entendimento até o dia 31 deste mês. 

De acordo com Wolnei Capoli, presidente do Sintect-URA, a empresa ofereceu acordo com 0,8% de reajuste em um período que foi registrado 3,5% de inflação oficial. “Ainda tem uma série de retiradas de benefícios, sem reajuste e, com a retirada de direitos estabelecidos, o trabalhador paga para trabalhar”, conclui.

O Sintect-URA comunicou início de greve em 156 cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, a partir do dia 1º de agosto. Porém, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) suspendeu a paralisação e comunicou intermediação das negociações até o fim deste mês. 

A classe reivindica a correção do valor relativo ao vale-alimentação, correção salarial, vale-cultura e manutenção de familiares no plano de saúde. De acordo com a categoria, pais e mães já estão sendo retirados do benefício.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia