JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 22 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Mercado de aluguéis de imóveis na cidade segue estagnado neste ano

No primeiro semestre deste ano, os preços do aluguel de imóveis residenciais subiram 3,45% no Brasil

21/07/2019 - 00:00:00. - Por Daniela Brito Última atualização: 21/07/2019 - 16:19:47.

Fábio Braga


Oferta de imóveis para alugar em Uberaba é grande e faz com que o mercado siga parado, na opinião de empresário do setor

No primeiro semestre deste ano, os preços do aluguel de imóveis residenciais subiram 3,45% no Brasil. O valor ficou abaixo dos 4,38% do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) – base de cálculo que corrige estes tipos de contratos no país. Os dados foram divulgados pela FipeZap. Em Uberaba, o mercado está estagnado, conforme avalia Rodrigo Zucato, empresário do setor. 

Dificilmente é possível reajustar os valores dos aluguéis pelo IGP-M, segundo ele. Em algumas negociações o valor negociado é superior ao índice e, em outros, inferior. Tudo depende da oferta, que ainda continua grande. “O inquilino tem como negociar quando a oferta é maior que a procura. É o que regula nosso mercado, a oferta e a procura”, diz o empresário. Para ele, o mercado está passando por crise há quatro anos. Havia expectativas de melhora, o que não ocorreu com o governo Bolsonaro.

Conforme analisa, o ano começou muito bem no setor, mas posteriormente houve queda e neste momento está incerto. A expectativa é positiva para o segundo semestre, embora haja muita insegurança. “O mercado está instável, com muitas oscilações. Não conseguimos ter uma projeção para enxergar para os próximos meses. Nossa expectativa é que o negócio melhore após a aprovação da reforma da Previdência”, diz. 

De acordo com os dados nacionais, a inflação geral para o setor no período, segundo o índice oficial de preços ao consumidor (IPCA), foi de 2,23%. No acumulado dos últimos 12 meses, os valores do aluguel registraram um aumento de 3,85%, enquanto o IGP-M para o período foi de 6,52%. Já a inflação geral foi de 3,37%. No país, o preço médio para alugar um imóvel ficou em R$28,90 por metro quadrado entre as 25 cidades monitoradas pelo índice FipeZap. São Paulo ainda é a capital mais cara para se morar de aluguel. O preço na cidade é de cerca de R$38,50 por metro quadrado.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia