JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Padre Prata morre aos 96 anos

O corpo será velado na Catedral Metropolitana de Uberaba a partir das 16h

04/04/2019 - 14:52:46. Última atualização: 05/04/2019 - 07:22:23.


Arquivo

Morreu no início da tarde desta quinta-feira (4), por volta de 13h30, Thomaz de Aquino Prata, mais conhecido como Padre Prata. Nascido em 1922, ele se ordenou padre em 1946, na Catedral Metropolitana de Uberaba. O corpo será velado na Catedral Metropolitana a partir das 16h, onde fieis e amigos prestarão as últimas homenagens.

Com mais de setenta anos dedicados ao sacerdócio, foi ordenado em 1946. Cidadão exemplar, Padre Prata possui uma trajetória diretamente ligada ao Jornal da Manhã. Articulista desde a época do Correio Católico, ele escrevia sua coluna, ininterruptamente, todos os domingos. A última publicação foi domingo (31) passado, sob o título “Não há como se livrar do lobo”.

Padre Prata foi um dos fundadores da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, tendo participado da reunião ocorrida dia 23 de fevereiro, quando coincidentemente se despediu dos demais membros, dizendo ser sua última participação, devido à idade avançada.

O presidente da ALTM, João Eurípedes Sabino, lamenta a morte do que chama “ícone intelectual” de Uberaba. Segundo ele, Padre Prata era participativo e estimulador das atividades da ALTM. “Estamos de luto. Perdemos um grande homem. Um pai, amigo, professor e conselheiro”, lamenta.

O sacerdote também foi um grande colaborador do Arquivo Público de Uberaba, ocupando assento como conselheiro por vários anos nas décadas de 80/90. Como parceiro-voluntário, conseguiu reunir e doou fotos e documentos do século XIX, importantes instrumentos para o desenvolvimento do Catálogo para Estudo da Escravidão em Uberaba.

Em nota à reportagem, a Arquidiocese de Uberaba explicou a casa da morte. "Por volta de 11h30 desta quinta-feira (4), o arcebispo de Uberaba, Dom Paulo Mendes Peixoto, recebeu a ligação de uma pessoa que estava acompanhando o padre Prata em uma consulta, comunicando ao arcebispo que o Pe. Prata sentiu-se mal durante a consulta e teve uma parada cardíaca. Os médicos tentaram reanimá-lo por meia hora. Ele voltou a respirar, mas permaneceu inconsciente. Levaram-no para o Hospital São Marcos, onde veio a falecer às 13h30. Seu velório será na Catedral Metropolitana e a missa amanhã às 9h, também na Catedral, presidida por Dom Paulo". O sepultamento acontece às 11h, no cemitério São João Batista.

Luto oficial. O prefeito Paulo Piau, por meio de nota, lamentou o falecimento do Padre Prata e declarou luto de três dias no município. “Uberaba foi abençoada por tê-lo como filho e é agradecida por isto. Seu nome estará por todo o sempre registrado na história da cidade, quer pelo seu trabalho evangelizador, por suas ideias imortalizadas em seus escritos através de colunas e livros”, afirmou o prefeito por meio de nota oficial. “Diante da perda, com certeza vai ficar a dor da saudade, mas ficarão também seus ensinamentos, que não foram poucos: o do idealismo, da ousadia, da coragem, do enfrentamento, da caridade, da solidariedade e da fé. Sempre foi uma pessoa diferenciada, orientador espiritual dedicado. Particularmente, eu e minha família, como católicos que somos, recebemos muito ensinamento dele”, afirma o texto.

 

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia